Estudar fora pode ser uma experiência transformadora.

Ampliar os horizontes, aprender outro idioma e dar aquele upgrade no currículo são apenas algumas das vantagens.

Um interc√Ęmbio √© um verdadeiro investimento de vida e tem muito a agregar na carreira profissional de qualquer indiv√≠duo. Al√©m de proporcionar viv√™ncias multiculturais, estudar em outro pa√≠s permite que a pessoa conhe√ßa novos caminhos, ferramentas e possibilidades de trabalho.

Continue com a gente e descubra 6 dicas para estudar fora.

6 dicas para estudar fora 

Estudar em outro país é um sonho possível, mas para isso é preciso se preparar.

Escolher o destino, participar dos processos seletivos e resolver as burocracias são apenas alguns dos passos dessa jornada. 

Para viajar com tranquilidade e aproveitar ao máximo essa experiência é bom cuidar de tudo com calma e atenção.     

Confira a seguir 6 dicas preparatórias para estudar no exterior.

1. Tire o certificado de inglês

A maioria dos programas de interc√Ęmbio exige o certificado de profici√™ncia em ingl√™s.¬†

Atualmente os mais aceitos pelas faculdades e institui√ß√Ķes de ensino s√£o o TOEFL, IELTS e o CPE. Por isso, a dica √© agendar a sua prova de profici√™ncia o quanto antes e ter uma coisa a menos para se preocupar.

2. Faça as contas

Faça uma análise bem honesta e madura sobre a sua realidade financeira. A partir daí, trace um plano de viagem que seja compatível com essa realidade.

Lembre-se de considerar tudo. Moradia, alimentação, transporte, estudos e lazer. 

Avalie se é necessário requerer uma bolsa de estudos e veja quais são as possibilidades.

3.¬† Pesquise quais s√£o as suas op√ß√Ķes de interc√Ęmbio

Fa√ßa uma pesquisa profunda e detalhada sobre as op√ß√Ķes de interc√Ęmbio.

Conhe√ßa as possibilidades e saiba o que voc√™ quer. Converse com outras pessoas que j√° estudaram fora e aproveite para tirar suas d√ļvidas.

As feiras de interc√Ęmbio s√£o √≥timos espa√ßos para fazer contatos e conhecer diferentes universidades pelo mundo.

4. Conheça o seu destino

Pesquise sobre o destino da sua viagem e a instituição onde você vai estudar.

A infraestrutura da universidade, os professores, os colegas, a cultura local, o clima, a comida e os pontos turísticos. Todos os detalhes são importantes. 

Como essa ser√° a sua casa por um tempo, √© importante que seja do seu agrado. Quanto mais informa√ß√Ķes, melhor!

5. Prepare-se para o processo seletivo

Os processos seletivos dos programas de interc√Ęmbio podem variar de uma institui√ß√£o para outra. Mas, no geral, seguem o mesmo protocolo base.

A sele√ß√£o compreende a avalia√ß√£o de notas do ensino m√©dio e dos √ļltimos anos do fundamental, a reda√ß√£o, a carta de motiva√ß√£o e o certificado de profici√™ncia.

Quanto antes você se organizar, melhor!

Atividades extras contam pontos!

As atividades extracurriculares contam muitos pontos nos processos seletivos de interc√Ęmbio.

Feiras, atividades volunt√°rias, esportes, dan√ßa, m√ļsica e literatura. Tudo isso √© mapeado na hora de selecionar os candidatos. #ficadica

6. Organize os documentos

Atenção às burocracias!

As exigências de documentação podem mudar de país para país. Por isso, é preciso verificar tudo com antecedência.

Se houver necessidade de passaporte, esse deve ser o primeiro a ser providenciado, depois o visto para estudo. Os processos de emissão desses documentos costumam ser demorados, então é importante ter atenção aos prazos.

Vantagens do interc√Ęmbio para a carreira profissional

Em tempos de globalização, quem tem uma experiência internacional ganha muitos pontos e pode até passar na frente da concorrência.

Cada dia mais, o mercado de trabalho pede por profissionais conectados com o mundo l√° fora. Um grande diferencial para quem deseja construir uma jornada de sucesso.

Siga a leitura e descubra como estudar fora pode contribuir na sua carreira profissional.

Upgrade no currículo

Toda a sua experiência acadêmica fora do país vai para o currículo.

Tanto a formação regular quanto os projetos de extensão, feiras e cursos. Contanto que tenham certificado, é claro.

Na hora de concorrer a uma vaga de emprego, esses detalhes são super valorizados e podem fazer toda a diferença.

Novos contatos

Quem estuda fora do país conhece muita gente nova e diferente! E você já sabe, que fazer contatos é fundamental para o sucesso de qualquer carreira!

Esses contatos podem se tornar futuros parceiros, colaboradores e até sócios.

Outros horizontes

Estudar em outro país permite que os alunos tenham contato com outros olhares, maneiras e formas de conhecimento.

Expandir os horizontes nos abre para um mundo de novas possibilidades. Permite agregar novas experiências, caminhos, competências e habilidades na sua atuação profissional.

Entendimento sobre multiculturalidade

O mundo é multicultural e para atuar nele com excelência é preciso estar conectado a isso.

O interc√Ęmbio permite que os alunos conhe√ßam novas culturas e desenvolvam uma vis√£o global. Isso √© muito necess√°rio nos dias de hoje.

Aumento da bagagem profissional

Quem faz interc√Ęmbio volta com a bagagem cheia de conhecimentos.

Estudar fora proporciona experiências transformadoras e forma profissionais super qualificados.

Mais experiência

Profissionais experientes são os mais valorizados. E quando a experiência é internacional, mais ainda!

Grandes empresas pelo mundo exigem o interc√Ęmbio como pr√©-requisito na hora de contratar seus colaboradores. Por isso, estudar fora √© um bom investimento profissional.

Estudar fora: investimento para a carreira profissional

E aí, sacou que estudar fora é um grande diferencial no mercado de trabalho atual, não é mesmo?

Para quem deseja construir uma carreira profissional promissora, o interc√Ęmbio pode ser um investimento e tanto. Melhor ainda se a institui√ß√£o de ensino que voc√™ frequenta facilita isso.

Aqui na FECAP criamos o International Office, espa√ßo para estimular os estudantes a fazerem interc√Ęmbio. Pode ser cultural ou acad√™mico, de curta e longa dura√ß√£o, em pa√≠ses como Austr√°lia, Canad√°, Chile, Espanha, Estados Unidos, Inglaterra, entre outros.

Além de ampliar os horizontes, as experiências internacionais permitem agregar novas competências e habilidades. Fazer contatos, conhecer novas línguas e traçar um caminho profissional de sucesso.

Se voc√™ quer estudar fora, o primeiro passo √© fazer o vestibular. Para te ajudar nessa miss√£o, a FECAP criou um conte√ļdo especial. Acesse a planilha de estudos para o ENEM e se prepare para entrar no ensino superior!