Quem está procurando por uma oportunidade de emprego ou estágio precisa de bons exemplos de currículo. É fato que, se a sua apresentação não estiver boa, os recrutadores nem sequer terminarão de analisá-la. 

Por isso, é preciso dedicar tempo e atenção para elaborar esse documento tão importante, que pode ser a chave para o seu sucesso profissional.

Neste artigo, reunimos uma série de tópicos importantes, para que você não falhe ao elaborar o seu currículo. Também vamos oferecer 7 modelos do documento, para você baixar e preencher com as suas informações.

Pronto para conhecer bons exemplos de currículo e conquistar uma boa colocação no mercado de trabalho? Então, prossiga com a leitura!

BAIXAR AGORA

Exemplos de currículo: veja o que não pode faltar na estrutura do documento

Elaborar um currículo é uma atividade que exige atenção. Por isso, é importante ficar sempre alerta para evitar esquecimentos ou deixar de contar algo importante sobre você.

Veja, a seguir, os tópicos que não podem faltar no seu currículo, bem como a maneira como eles devem aparecer na apresentação.

Informações pessoais

A primeira coisa que deve ser colocada no seu currículo são as informações pessoais e de contato.

O ideal é que você coloque o seu nome completo, a sua idade e a cidade onde mora. Caso você tenha o registro em algum órgão ou conselho de classe profissional, também pode colocar nessa parte do currículo.

O mesmo vale para informações que podem ser importantes para o preenchimento da vaga. Se você já tiver carteira de motorista, por exemplo, vale a pena destacar essa informação. 

Assim, os recrutadores saberão que você está apto para dirigir, caso seja necessário fazer algum deslocamento para exercer as suas atividades profissionais fora da empresa.

Você manda bem no inglês, no espanhol ou em outro idioma? Nesse área você também pode destacar a sua fluência em línguas estrangeiras. Dessa forma, caso esse seja um pré-requisito para a vaga, o recrutador já saberá que você o cumpre, logo de cara.

Também é muito importante que você coloque os seus dados de contato, como e-mail e número do telefone, nesta parte do currículo.

Uma boa dica, caso você tenha apenas um telefone, é colocar um número para recados, como o celular da sua mãe, de um amigo ou pessoa de confiança.

Isso é bem importante! Afinal, pode acontecer do seu celular ficar sem bateria ou você estar fazendo outra coisa e não ver as ligações feitas pelos recrutadores. 

Já pensou perder uma boa vaga por essa falha? Isso não pode acontecer, concorda?

Objetivo profissional

Nesse campo do currículo, você deve descrever em poucas linhas quais são os seus objetivos profissionais.

Evite, no entanto, colocar cargos desejados ou frases prontas do tipo: “Quero muito contribuir com o crescimento da empresa”.

Seja sincero e original! Diga em que áreas gostaria de trabalhar e demonstre-se interessado em aprender e se qualificar para ser um bom colaborador.

Experiências acadêmicas

Nessa parte do currículo você deve destacar as suas experiências acadêmicas. Se você ainda não concluiu o seu curso de graduação, coloque o semestre que você está cursando e qual é a previsão de término.

Também aproveite o espaço para colocar outras atividades profissionais importantes que você fez, como participação em congressos, realização de cursos livres etc.

Sempre que listar cursos de pós-graduação e graduação, é importante que você diga em que instituição de ensino os cursou. Dessa forma, os recrutadores poderão analisar pontos importantes, como a qualidade dessas instituições.

Experiências profissionais

Se você já trabalhou ou estagiou em outros locais, deve destacar essa experiência profissional no seu currículo. Você deve listá-las sempre da mais recente para a mais antiga.

Os dados que devem ser apresentados em cada tópico são:

  • nome da empresa;
  • período em que trabalhou (caso ainda esteja trabalhando, coloque a data de início e destaque a informação que ainda está empregado. Ex: 02/2018 até dias atuais);
  • último cargo ou função que você ocupou;
  • uma breve descrição das principais atividades realizadas.

Soft Skills

As soft skills são habilidades subjetivas e que não são identificadas facilmente em um primeiro momento, mas sim após já termos uma convivência com a pessoa.

É o caso, por exemplo, da boa comunicação, do pensamento criativo, da empatia, da resiliência etc.

Você pode usar uma parte do seu currículo para listar algumas das suas soft skills, desde que seja sincero. Evite inventar habilidades que você não tem, caso contrário, pode se dar mal, se for selecionado para a vaga.

QUERO SER EMPREENDEDOR!

Conheça algumas boas práticas para fazer um currículo perfeito

Os exemplos de currículo mais adequados são aqueles que seguem uma série de boas práticas. Confira, a seguir, alguns pontos importantes e que você não pode esquecer!

Fique atento ao número de páginas

Você deve ficar atento ao número de páginas do seu currículo. Ele deve ter, no máximo, duas folhas.

Pense que os recrutadores analisam centenas de currículos por dia. Logo, eles precisam de informações breves e sucintas. Não adianta você escrever a “bíblia” na sua apresentação, porque eles sequer têm tempo para uma leitura tão longa.

Ainda sobre as páginas, caso você entregue o seu currículo impresso em uma empresa ou agência de empregos, sempre grampeie as folhas.

Usar clips ou fazer uma dobrinha para segurar as folhas é um grande vacilo! Isso porque uma das páginas pode se soltar e nem ser vista pelo recrutador. Ou seja, você perderá a vaga por bobeira.

Elabore todos os textos com cuidado

Todos os textos do seu currículo devem ser elaborados com muito cuidado e dedicação. Após escrever, leia e releia todos eles com muita atenção, para garantir que os parágrafos estão coerentes e que você não cometeu nenhum erro de ortografia ou gramática.

Uma boa dica é pedir para outra pessoa dar uma olhadinha no currículo para você. Às vezes, quando estamos escrevendo, ficamos “viciados” no texto e não percebemos erros que são rapidamente identificados por outra pessoa.

Escolha uma boa foto para o seu currículo

Em alguns casos, pode ser que a empresa peça para você anexar uma foto no currículo. Nesse tipo de situação, é importante que você escolha uma fotografia que passe uma imagem bastante profissional.

Nada de recortar uma foto daquele passeio com os amigos ou usar uma selfie fazendo “duck face” ou “finger mouthing” e cheia de filtros, como se fosse postar no Instagram.

Você também não precisa ir a um estúdio profissional para fazer essa foto! A câmera do seu celular dá conta do recado.

Coloque uma roupa discreta, como uma camiseta preta e sem estampa, posicione-se em frente a uma parede branca, dê um sorriso discreto com os lábios e peça para alguém tirar a foto.

O enquadramento ideal é sempre com foco no rosto, pegando até parte dos ombros. Depois de feita a foto, caso você manje bem em softwares de edição, pode fazer pequenos ajustes de cor ou tirar uma olheira aqui ou outra ali. O que não pode é encher a sua foto de filtros.

Para as mulheres, também é importante ter atenção na hora da escolha da maquiagem. Evite usar cores muito fortes; opte por tons mais discretos.

Saiba quais os dados não devem ser colocados no seu currículo

Ao elaborar um currículo também é importante que você saiba quais os dados não devem ser colocados.

Muita gente erra ao colocar números dos documentos, como o RG e o CPF no currículo. Essa informação não é relevante para os recrutadores e colocá-la pode resultar em dores de cabeça no futuro.

Você não sabe como os recrutadores descartam os currículos após os processos seletivos. Eles podem simplesmente jogar as folhas no lixo e os números dos seus documentos podem cair nas mãos de pessoas erradas, que podem usá-los para aplicar golpes.

Outra coisa que não precisa ser colocada no currículo são os cursos e atividades que não condizem com a vaga a que você está se candidatando.

Imagine, por exemplo, que você enviou o seu currículo para uma vaga no setor de contabilidade de uma empresa. Será que para eles é interessante saber que você fez um curso de técnicas culinárias em 2014? É bem provável que não, concorda? 

Fazer esse filtro é bem importante, até mesmo para que o seu currículo seja mais sucinto e objetivo.

Veja quais são os erros que jamais podem ser cometidos em um currículo

Existem alguns erros comuns de ocorrerem em currículos e você não pode cometê-lo de jeito nenhum. Veja alguns exemplos!

Mentir sobre habilidades e experiências

Você jamais pode mentir sobre suas habilidades e experiências! Muitas pessoas cometem o erro de dizer que são fluentes em um idioma estrangeiro, sendo que têm apenas conhecimentos básicos na língua, por exemplo.

Lembre-se que, se você for desmascarado pelos recrutadores, ficará com a sua imagem queimada na empresa. As portas da organização se fecharão não apenas para essa oportunidade, mas também para outras futuras.

Exagerar nos “enfeites” do layout

Nada impede que você use uma cor diferente nos títulos ou crie um layout diferenciado para o seu currículo. Pelo contrário, isso é até bem-visto.

O que você não pode fazer é cometer exageros e fazer do documento um verdadeiro “carnaval”. Olhar para o layout é importante, mas apresentar o conteúdo de maneira clara e objetiva é ainda mais.

Colocar foto quando não é solicitada

Falamos anteriormente sobre como deve ser feita a foto do currículo. Porém, você só deve incluí-la no documento quando isso for solicitado pela empresa.

Muitas companhias têm evitado os currículos com foto. O motivo disso é o fato de adotarem um processo seletivo “às cegas”, sem conhecer as características físicas das pessoas.

Isso evita acusações de racismo, homofobia, gordofobia e outros tipos de preconceito que, infelizmente, ainda são comuns no meio empresarial.

Diferenças entre os currículos de um iniciante e de um profissional experiente

Para os profissionais já experientes e que concorrem a cargos de nível pleno ou sênior, a preocupação deve ser a de não fazer um currículo muito grande.

Porém, para quem ainda está em início de carreira ou procurando o primeiro emprego, o problema está em encontrar informações para o currículo não ficar vazio.

Você não precisa “encher linguiça”, mas pode colocar experiências que possa ter tido, como estágios, cargos em empresas júnior, atividades voluntárias etc.

LinkedIn: use esse espaço alternativo para o seu currículo

Manter um LinkedIn é bem importante para quem está no mercado de trabalho. Essa rede social voltada para fins profissionais pode servir como uma versão digitalizada do seu currículo.

Além disso, você pode usá-la para se conectar com outros profissionais e praticar o networking.

Currículo profissional X currículo Lattes:  entenda a diferença

É interessante que você entenda também a diferença entre currículo profissional e currículo Lattes.

O currículo Lattes é feito em uma plataforma do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Ela permite que sejam cadastrados vários detalhes da sua trajetória acadêmica, como participação em concursos e congressos, publicação de artigos científicos etc.

Inclusive, você pode incluir o link do Lattes no currículo profissional, caso julgue isso interessante.

Viu como saber como fazer um bom currículo é importante? Além de ficar atento a esses detalhes, é relevante que você tenha uma formação superior. A graduação abre muitas portas e faz com que você possa ter melhores empregos e um salário maior.

Como prometemos no início do artigo, temos 7 exemplos de currículo para você baixar e preencher. Faça o download agora mesmo e candidate-se às vagas que desejar. Desejamos boa sorte nas entrevistas!

ACESSAR MATERIAL