A faculdade de Economia é perfeita para quem gosta de se inteirar sobre política e ficar por dentro do que acontece no mundo. 

Se você tem facilidade com os números, mas não dispensa um bom debate filosófico e político, pode se dar muito bem nessa área.

Quer saber mais sobre a Faculdade de Economia? Neste post, vamos mostrar informações valiosas sobre esse curso. 

Estamos aqui para ajudar você se sentir seguro e preparado antes de ingressar nessa jornada. Venha com a gente!

Como funciona a faculdade de Economia?

A faculdade de Economia é voltada para a compreensão da dinâmica econômica e financeira de nossa sociedade. 

Como o sistema econômico impacta o dia a dia das pessoas? Como os agentes sociais, como empresários e investidores, podem interferir ou se adaptar às grandes transformações na economia em nosso tempo?

Como analisar as condições da empresa para pensar em estratégias de negócio?

Estas são algumas das grandes questões que as ciências econômicas buscam responder. 

Para responder a elas, é necessário recorrer a uma série de conhecimentos financeiros, de estatística e cálculo. 

Sem deixar, também, de compreender a história do pensamento econômico, além de identificar como tudo isso influencia mercados locais.

É um curso que dura geralmente 8 semestres, com carga horária de 3200 horas. 

A modalidade de bacharelado prepara o profissional a atuar tanto no setor privado quanto público. 

5 fatos sobre a faculdade de Economia

1. Economia é uma coisa, Ciências Econômicas é outra

O que não podemos deixar de saber é que Economia e Ciências Econômicas são coisas diferentes.

Basicamente, Economia é o fenômeno em si, é o conjunto de relações que acontecem no mercado financeiro mundial atualmente. 

Já as Ciências Econômicas são os conhecimentos acumulados e que podem ser mobilizados para estudar e compreender a Economia.

Entendeu? 

Se ainda restam dúvidas, não tem problema, pois temos um artigo aqui no blog da FECAP, que mostra exatamente isso: Ciências econômicas é Economia?.

2. Exatas e humanas se encontram

Na faculdade de Economia você vai aprender coisas muito diferentes entre si.

Isso acontece porque conhecimentos das áreas de Humanas e da área de Exatas são necessários para compreender e estudar a economia mundial.

Por isso, é melhor se preparar para se dar bem tanto em uma coisa quanto em outra, viu?

Na grade curricular dessa graduação costumam aparecer disciplinas como:

  • Cálculo;
  • Macro e microeconomia;
  • Administração;
  • Contabilidade;
  • Análise de Dados;
  • Finanças;
  • História Econômica Geral;
  • Formação Econômica do Brasil;
  • História do Pensamento Econômico.

Ou seja, haverá dias de cálculo e dias de textos teóricos. E quem conseguir expandir seu conhecimento em ambas as áreas com certeza vai se destacar!

Faculdade de Economia - dicas

3. Economista: perfil analítico e estratégico

Quem se forma em ciências econômicas geralmente apresenta um perfil analítico com um olhar estratégico. O que isso significa?

Significa que ser economista vai muito além de trabalhar na bolsa de valores. 

Na verdade, profissionais com perfil analítico são capazes de conduzir estudos e relatar seus resultados. Desta forma, o gestor poderá decidir quais caminhos seguir. 

Em uma empresa, esse tipo de profissional é essencial. 

Isso porque sua análise detalhada do contexto financeiro, econômico e social de um mercado é muito valiosa para o planejamento dos negócios. 

👉 Conheça o perfil do aluno de Ciências Econômicas.

4. O economista é muito procurado em tempos de crise

Quando pensamos no contexto de crise econômica gerada por instabilidade financeira, política ou de saúde pública, o economista certamente é um dos profissionais dos quais nos lembramos.

Quem faz faculdade de Economia é capaz de pensar em situações para manter a economia funcionando, mesmo nos momentos mais tensos.

Não tem segredo: quando as coisas ficam complicadas, as empresas precisam de análises econômicas bem aprofundadas para tomar decisões que levem ao sucesso.

Por isso a formação acadêmica é tão importante. 

Aliás, já falamos sobre isso aqui no blog, no post 6 profissões em alta em cenários de crise.

5. Mercado de trabalho amplo

As possibilidades de atuação do economista são bem variadas. 

Entre as empresas que mais contratam economistas estão os bancos, seguradoras, agências de transações financeiras e corretoras. 

Também existem oportunidades de trabalho com oferta de consultoria financeira e econômica, além de cursos práticos para pequenas e médias empresas. 

No setor público, as possibilidades de atuação estão principalmente em cargos de confiança, como secretarias municipais, estaduais e de ministérios. 

Além disso, é possível atuar em bancos públicos e instituições de ensino superior ou de nível técnico.

👉 Se você quer saber mais sobre o dia a dia que te espera depois do final do curso, veja só o seguinte conteúdo: Como é o dia a dia do economista.

Faculdade de Economia: um caminho cheio de possibilidades

Quem se forma na faculdade de Economia tem diante de si várias oportunidades. Mas, como saber qual caminho seguir? 

Pensando nisso, a gente preparou pra você um infográfico incrível, que apresenta um panorama completo do mercado para um economista. 

Conheça o Raio-X das Ciências Econômicas e baixe o infográfico agora!