Ex-aluna conquista Doutorado em Portugal

blog01

A ex-aluna e eterna Alvarista, Maria Lucia Pagliusi, agora é Doutoranda na Universidade de Coimbra, em Portugal. Tivemos uma conversa e ela nos revelou que tem a pretensão, em forma de grande sonho, em deixar um legado para a humanidade, por meio de participação em pesquisas científicas e transmissão de conhecimentos que tragam benefícios futuros, bem-estar, liberdade e justiça, de maneira globalizada.

Com Graduação em Ciências Contábeis pela FECAP em 2011, continuou na instituição com o Mestrado também em Ciências Contábeis, concluindo em 2014. Maria já tivera iniciado a Graduação em outra Universidade, porém, por indicação de colegas de trabalho, providenciou a transferência e não se arrepende.

“Minha trajetória profissional se modificou. A FECAP enseja credibilidade e, de fato, prepara seus alunos. Tem um corpo docente excelente e de nível elevado.”

O desejo de estudar na Europa começou no Mestrado em Ciências Contábeis da FECAP. Maria conta que o professor orientador de seu Mestrado, Prof. Dr. Marcos Peters, fez uma proposta de relacionar o diálogo entre a Filosofia e a Contabilidade. “Foi um desafio”.

Sem negligenciar qualquer outra Universidade por onde passou, diz que a FECAP foi a melhor que encontrou. Enaltece os professores e colaboradores que são atentos às necessidades dos alunos, uma universidade acolhedora.

“Tenho profunda admiração e sou grata aos meus professores, em especial, aos mestres da FECAP.”

Entusiasta e defensora do PEDP – Programa de Educação Dinâmica Progressiva, defende o conhecimento como uma alavanca para avançar, por isso se alimenta dessa energia ao longo do tempo. Em que supera limites impostos pelo cansaço das tarefas cotidianas, compromissos, buscando compreensão, conquista de habilidades e competências, proporcionando dupla generosidade na trajetória humana.

Uma delas diz respeito ao espelho individual, onde ocorre o reflexo delicado da civilidade e do próprio discernimento. Há apropriação de instrumentos e mecanismos para ultrapassar contingências. Outra elevação é percebida no desempenho profissional, obtida pelo domínio do saber.

Essa dual consciência (se espelhar e se perceber atuante) traz como resultado o nosso progresso, exigindo a continuidade de estudos, em qualquer nível. Entender a perturbação do conhecer, o impacto que essa travessia provoca e nos desloca da zona de conforto, favorece grandes triunfos. Assim, o comprometimento para seguir adiante em projetos mais avançados, é tema relevante a ser considerado.

Com isso, deixa seu último conselho:

“A realização pessoal tem luz própria e é reconhecida pelo sistema que nos rodeia. Traz conforto e bem-estar, um enorme sentimento de que a nossa missão está sendo cumprida!”

Desejamos à Maria muito boa sorte nessa sua nova etapa! Parabéns pela conquista, é um orgulho ver os alunos voando alto.

Comentários

Comentários

Previous Post
premio-aberje-660x330

Indústria da Mineração desafia universitários a ressignificarem o setor

As melhores ideias concorrem a prêmios em dinheiro e uma viagem à Carajás (PA). Inscrições abertas até 19 de setembro. A Aberje - Associação Brasileira ... Read more

Next Post
blog01_prof_miriam

Acervo histórico da FECAP ganha curadoria

Nós acreditamos que toda boa história merece ser contada e compartilhada e, por isso, para cuidar da história da FECAP, a Prof. Miriam foi a ... Read more

Deixe uma resposta