O bom fantasma de Horácio Berlinck

blog

Há menos de um mês tivemos a Jornada do Patrimônio rolando no Palácio do Comércio. Ah, Alvarista, não sabe nada sobre o evento e não sabe onde fica o Palácio? Errou feio, errou rude!

A Jornada é um evento da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo que pretende aproximar a população dos espaços com valor afetivo na cidade que fazem parte da nossa história e o Palácio foi a primeira casa da nossa Verdinha (<3).

Localizado no Largo São Francisco, é um prédio lindíssimo, pertence a nós desde 1908 e continuará pertencendo desde que continuemos a fazer lá o que sabemos fazer melhor: ensinar! Isso mesmo! O Conde Antonio Álvares Penteado deixou claro que ele doaria o terreno e o prédio para a Escola de Comércio apenas se continuássemos a fazer atividades ligadas a educação por lá.

Caça aos fantasmas?

Ficou com um monte de coisas na cabeça, né? Estamos funcionando no mesmo lugar há mais de um século? Sim! E vocês nem imaginam o que aconteceu na Jornada do Patrimônio de 2017: rcebemos um casal de caça-fantasmas. Pronto! Pode parar de rir e tomem isso como algo absolutamente sério. Eles foram lá para ver as atividades eletromagnéticas do nosso prédio e sentir nossas vibrações. E… Passamos no teste! Somos assombrados, mas nossos fantasmas são como Gasparzinho: camarada e good vibes.

Bom, pelo menos foi o que o casal de caça-fantasmas disse e é o que sentimos quando entramos em qualquer um dos nossos 3 prédios.

Professor Horácio Berlinck

Pensando nisso, resolvemos falar um pouco da nossa alma. É difícil escolher apenas uma pessoa para representá-la, mas hoje, escolhemos homenagear alguém que esteve presente desde o nosso início e que certamente tem muito orgulho de ser Alvarista: o Professor Horácio Berlinck. Ele sempre esteve ligado à docência: dava aulas de Contabilidade Geral no Liceu de Artes e Ofícios e na Escola Politécnica desde 1895.

Entretanto, ele não aprendeu como a maioria de nós: em uma sala de aula. Horácio aprendeu na prática. Ele era contador, ou melhor, guarda-livros em uma época que esse tipo de serviço era dominado por estrangeiros em nosso país e, junto com vários amigos, Berlinck fundou a Escola Prática de Comércio em 1902 e o pensamento que unia a todos era de que se fazia necessário um lugar para profissionalizar as pessoas, para que trabalhassem de forma satisfatória na indústria e negócios de maneira geral.  Berlinck chegou a São Paulo contratado pelo governo do Estado, em 1888, para cuidar de questões ligadas à imigração, mas acabou fazendo sua carreira na FECAP. Ele faleceu em 1948, aos 80 anos e continuava a exercer suas funções de diretor-presidente da nossa verdinha.

Nosso professor, assim como tantos de nós Alvaristas, foi proeminente em seus feitos, tendo inclusive sido chamado pelo governo brasileiro para ajudar em diversas reformas de Ensino. Acreditamos que ele represente um tanto de nossa alma, viva até hoje, que é muito ligada ao mundo dos negócios e que ao mesmo tempo se preocupa efetivamente com mudanças que atingirão a sociedade como um todo.

É com esse espírito que seguimos e temos muito #OrgulhoAlvarista de possuí-lo desde a nossa fundação.

Comentários

Comentários

Previous Post
financas_corp_blog

Como otimizar o setor financeiro da sua empresa?

Ter uma empresa e gerenciar todos os seus processos não é uma tarefa fácil, ainda mais quando falamos de finanças. O setor financeiro desempenha papel ... Read more

Next Post
blog

Centro de Empreendedorismo, Proatividade e Inovação

Em uma realidade onde a ideia de empreender se tornou tão comum quanto a de conquistar um emprego dos sonhos, a necessidade de pensar fora ... Read more

Deixe uma resposta