Um dos cursos mais populares no Brasil é o de Administração. Ele existia praticamente em todas as escolas e faculdades. Durante um período, era um curso alternativo (diferente do Magistério) para os alunos que desejavam uma formação logo após o ensino médio.

Neste post, explicaremos melhor o curso de Administração, revelando a você 5 fatos importantíssimos sobre essa graduação.

Se ainda está em dúvidas sobre qual graduação escolher, e se você sente grande interesse pelas Ciências Humanas e Exatas, este post já te indicará um bom caminho. Confira!

1. A importância do curso de Administração no mercado

Administrar significa gerenciar, dirigir. É óbvio que, para as empresas, a administração é fundamental — uma empresa sem administrador é como uma casa sem dono.

Desde a década de 40, a sociedade brasileira começou a se transformar, deixando o perfil predominantemente agrário para aderir ao perfil industrial. Diante dessa mudança, as escolas incluíram o curso para administrador em todos os currículos, mas ainda assim a demanda por profissionais qualificados não foi atendida.

Atualmente, as empresas competem por bons administradores e muitas estão dispostas a pagar caro para captar e manter bons talentos. Isso acontece porque as organizações se desenvolvem quando aplicam conceitos administrativos.

Sem dúvida, o segredo do sucesso de uma empresa está, principalmente, na boa administração. Um profissional que atua com competência pode transformar um simples negócio em um empreendimento maravilhoso.

2. O Raio-X do profissional de administração

O bacharel em Administração deve ser registrado no CRA (Conselho Regional de Administração). Somente assim ele estará habilitado legalmente para exercer sua profissão (Lei Federal nº 4.769/1965). Apenas depois de se registrar no CRA, o bacharel torna-se efetivamente um administrador.

O CRA fiscaliza o profissional da área para que ele trabalhe sempre respeitando o código de ética e conforme as normas definidas para sua atuação.

O administrador deve apresentar habilidades e conhecimentos na área, bem como ter atitude. Ele deve manter-se atualizado, gostar de inovações, ser capaz de traçar boas estratégias, gerir projetos, lidar com pessoas e problemas diversos.

Podemos citar as seguintes habilidades:

  • Análise;
  • Capacidade de tomar decisões assertivas e solucionar conflitos de diferentes naturezas;
  • Controle com base na avaliação de resultados.;
  • planejamento;
  • Liderança;
  • Negociação;
  • Organização e alocação de recursos;.

3. As disciplinas do curso

Vejamos agora quais matérias são estudadas em um curso de bacharelado em Administração. O aluno aprenderá tanto as Ciências Humanas quanto as Exatas.

As Ciências Humanas

“Sociologia do Trabalho”, por exemplo, é uma dessas matérias. “Fundamentos da Economia” é outra disciplina da área de humanas que o estudante de Administração conhecerá.

Para o administrador é importante conhecer o comportamento humano. Por isso, a Psicologia também integra a matriz curricular do curso. Um administrador pode optar por trabalhar no Departamento Pessoal e no setor de Recursos Humanos, em que a “matéria-prima” que deve ser trabalhada e lapidada são os próprios funcionários.

O estudante terá conhecimentos sobre as leis trabalhistas, sobre vínculos entre empregado e patrão, bem como sobre outras leis importantes para gerenciar a empresa em conformidade com as regulamentações. O Direito Tributário é muito importante para que a empresa se mantenha em harmonia com o fisco.

A Logística, que envolve principalmente armazenagem e transporte, também será estudada pelo aluno.

As Ciências Exatas

A Matemática Financeira é fundamental para o administrador. Através dela, o profissional poderá calcular e compreender a valorização/desvalorização monetária, as taxas de juros, a inflação. Essa análise ajudará a decidir se, em determinada ocasião, vale a pena ou não financiar capital de giro, ou seja, pegar dinheiro emprestado em bancos.

A Estatística é outra disciplina que fornece subsídios para gerenciar com eficiência, calculando a produtividade do negócio e interpretando a saúde financeira e geral da empresa por meio de métricas e indicadores.

A Tecnologia é indispensável nas organizações, pois garantem maior eficiência no trabalho. O administrador deve conhecer recursos digitais, especialmente softwares, que tornem as operações de rotina mais fáceis ao mesmo tempo em que garantam a segurança das informações.

4. As possibilidades de atuação dessa profissão

Existe uma elevada demanda elevada por profissionais qualificados no âmbito administrativo. Um bom administrador pode atuar em diversas funções. Contudo, é importante que o profissional não pare de estudar, continue se especializando e valorizando seu currículo.

As melhores oportunidades de trabalho se encontram dentro das empresas, no setor de marketing, finanças, compras, logística, RH e outros. Além da gestão do negócio propriamente dita, o administrador pode atuar no mercado de capitais, na auditoria, como consultor, como empreendedor autônomo.

Na auditoria, o administrador ajuda a empresa a detectar gargalos e problemas relacionados à gestão deficiente dos processos internos. Ele estuda as ações da organização e faz um diagnóstico sobre elas. Dessa forma, fica mais fácil corrigir os erros e passar a atuar em conformidade com as normas (compliance).

A consultoria permite que o administrador ajude a empresa a crescer, sugerindo os melhores caminhos depois de analisar a situação do negócio. O profissional deve apresentar opções vantajosas de investimento, estudos de mercado, formas de desenvolvimento personalizadas e assim por diante.

curso-de-administração

No campo logístico, o administrador ajuda a deixar os processos bem coordenados e mais enxutos, favorecendo a economia corporativa. Ele consegue fazer da logística um setor mais estratégico, com melhores resultados.

Em relação ao salário, o formado em Administração ganha conforme o porte da empresa, suas próprias experiências e habilidades (vale a pena ter muitos conhecimentos e algumas especializações), tempo de trabalho.

Um iniciante pode receber entre R$ 1,8 mil e R$ 3,7 mil. Um trabalhador em estágio intermediário poderá ter um salário entre R$ 7 mil e R$ 16 mil. Um profissional com carreira consolidada, bem reputado e com vasta experiência tem chances de ganhar até R$ 23 mil.

5. Uma boa faculdade de Administração

Na hora de escolher a faculdade em que pretende cursar Administração, convém analisar certos critérios.

A metodologia de ensino

Geralmente, as faculdades ofertarão disciplinas similares, algumas podem apresentar certos diferenciais, como opções de escolha para o aluno cursar além das matérias convencionais.

Uma instituição pode, por exemplo, ofertar linhas de formação específicas, considerando as disciplinas aprendidas no decorrer da graduação (comércio exterior, finanças, marketing, compras). Outra faculdade pode ser mais conservadora, mantendo-se sempre na linha tradicional.

A estrutura

É recomendável também avaliar a infraestrutura da faculdade, analisando as salas de aulas, a formação da turma (há alunos demais por turma?), o ambiente virtual disponível, os livros da biblioteca, o potencial da internet (algumas faculdades oferecem rede Wi-Fi com capacidade muito elevada), a existência de laboratórios de informática e outras coisas.

A inserção no mercado de trabalho

Também existem universidades que facilitam o acesso do estudante ao mercado de trabalho, permitindo sua atuação em organizações bem reputadas.

Em algumas instituições, mais de 80% dos alunos concluem o curso com um emprego.

Os programas de intercâmbio

Atualmente, o intercâmbio entre instituições de ensino superior é um diferencial relevante. O aluno tem a oportunidade de participar de cursos curtos no exterior.

Algumas das faculdades internacionais que adotam programas de intercâmbio estão em nações como Estados Unidos, Portugal, Chile, Peru, Colômbia, Argentina e México.

O curso de Administração da FECAP é um dos melhores do Brasil. Conheça mais sobre ele!

E aproveite para assinar a nossa newsletter e ficar por dentro de outros assuntos exclusivos relacionados à educação.