Já pensou em ser um profissional importante para as empresas, que define onde elas vão investir seus recursos? Se a resposta for “sim”, a Gestão Financeira pode ser a sua cara.

Caso você tenha talento para lidar com números e análises, ela é um bom caminho para você.

Que tal conhecê-la melhor? Descubra tudo sobre a carreira em Gestão Financeira!

O que faz um profissional de Gestão Financeira?

Sabe aquele jogador camisa 10, que é indispensável para o time de futebol marcar na competição e vencer as partidas?

Guardadas as proporções, o profissional de Gestão Financeira tem mais ou menos esse papel para as empresas. 

Afinal, é o grande responsável por cuidar do patrimônio (ou seja, da grana!) do negócio e de como os recursos serão usados.

Não fique para trás e descubra quais são as funções principais de quem trabalha na área!

Planejamento de finanças

Já pensou seguir para um destino novo, pegando estradas que você não conhece? Não dá, né? 

Afinal, são grandes as chances de você parar no lugar errado — e ainda perder tempo e dinheiro.

Com as finanças empresariais, funciona desse jeito. 

Se não houver planejamento, é mais difícil saber do que o negócio precisa, para onde o dinheiro deve ir e o que tem que ser feito.

É por isso que, como gestor financeiro, você vai cuidar dessa parte. Será necessário acompanhar entradas e saídas, montar um orçamento e já definir qual é o caminho que os recursos devem seguir.

Definição de metas financeiras

Vamos voltar ao exemplo da viagem. Você está com as mãos no volante e, agora, tem um mapa. 

Só que não faz ideia de quando precisa chegar ao destino. Então, sua viagem pode demorar 3 horas ou 3 dias, né?

Para evitar que as coisas aconteçam de maneira aleatória, a Gestão Financeira deve ser feita com o apoio de metas. 

A ideia é saber quanto se deve ganhar e gastar, quando isso acontece e como os valores têm que ser distribuídos.

Como profissional dessa área, é essencial estabelecer alguns objetivos que ajudem a conquistar mais resultados com o dinheiro disponível.

Acompanhamento de relatórios e ferramentas

Para dirigir com segurança, é preciso acompanhar o índice de combustível do tanque, a velocidade, as luzes de alerta e assim por diante, concorda? 

Na Gestão Financeira, os indicadores, os relatórios e as ferramentas fazem esse papel.

Basicamente, você terá o papel de emitir relatórios e de usar ferramentas específicas, como o fluxo de caixa, as demonstrações de resultados, o balanço patrimonial e assim por diante.

Tudo isso é muito importante para acompanhar o que tem dado certo e o que ainda precisa melhorar, por exemplo.

Análise de situação e tomada de decisão

No meio da sua viagem, um acidente acontece na estrada. Nesse momento, você precisa decidir se vai pegar um desvio ou não. 

Para isso, tem que ponderar sobre distância, tempo, segurança e assim por diante, não é mesmo?

A atuação na gestão de finanças faz o mesmo, só que por meio da análise de números. Com os relatórios gerados, é possível saber como anda a situação do negócio em termos de recursos.

A partir disso, você terá que tomar decisões sobre como redistribuir os recursos, como lidar com imprevistos e como aproveitar oportunidades.

Gestão Financeira - áreas

Quais são as principais áreas de atuação na Gestão Financeira?

Apesar de essas funções serem comuns a todos os profissionais dessa área, não existe apenas uma forma de atuação — pelo contrário.

Dependendo das suas habilidades, dos seus interesses e da sua experiência, é possível ocupar diversas posições. A seguir, veja quais são os principais segmentos dessa área.

1. Controller

O Controller também pode ser chamado de Analista ou Gerente de Controladoria. Podemos dizer que esse é o profissional responsável por cuidar das finanças de modo completo e integrado a outras áreas.

Muitas vezes, a gestão do dinheiro é associada à parte contábil, de modo a garantir regularidade e bom aproveitamento dos recursos.

Nessa função, é provável que você tenha que elaborar o orçamento, acompanhar os gastos de todas as áreas e integrar as informações de outros setores, como a contabilidade.

2. Auditor financeiro

As empresas estão cada vez mais preocupadas com a atuação correta, longe de desvios e fraudes. É o que chamamos de compliance e que melhora a imagem do negócio no mercado.

Para colocar isso em prática, você pode ser um auditor financeiro. Sua função é fiscalizar e conferir todas as movimentações e os registros, em busca de erros ou informações inadequadas. 

É como ser um detetive financeiro!

É possível ser contratado da empresa ou atuar de forma externa. 

Depois de passar um pente-fino nas finanças, você deverá fazer uma reunião com os gestores para apontar os problemas e como devem ser consertados.

3. Analista de investimentos

As empresas também devem investir, sabia? 

Comprar imóveis, aplicar em fundos e até comprar ações de outras empresas ajuda a construir patrimônio — e um dos objetivos da Gestão Financeira é, justamente, ampliar os lucros.

Mas, afinal, como a gestão sabe qual oportunidade é interessante? 

Com a ajuda de um analista de investimentos! Será sua função buscar boas opções de investimentos e sugeri-las para o negócio.

Dependendo do caso, é possível atuar em corretoras e gestoras, o que traz ainda mais dinamismo para a sua atuação.

4. Consultor financeiro

Às vezes, o negócio vai mal e nem percebe que a culpa pode estar na administração do patrimônio. Como consultor financeiro, você pode ajudar a mudar essa realidade.

A sua função inclui analisar a situação atual, entender os objetivos do negócio e identificar os problemas. 

A partir disso, é necessário planejar soluções e criar um plano de ação para contornar as dificuldades.

Na parte de consultoria, é muito comum atuar de forma externa e, até mesmo, abrir seu próprio negócio. 

Que tal empreender e usar seus conhecimentos de Gestão Financeira?

5. Diretor financeiro

Um dos cargos mais altos que você pode ocupar nessa área é o de diretor financeiro. A responsabilidade é grande, mas o salário também está entre os maiores.

Nessa função, será necessário cuidar de cada detalhe do dinheiro do negócio. 

Isso envolve acompanhar todos os setores, desde a parte de finanças até a contabilidade. Também é normal ter que desenvolver normas e políticas internas e garantir seu cumprimento.

Inclusive, pode se preparar, porque a maioria dos outros profissionais da área vão se reportar a você. Para melhorar, é possível atuar tanto em empresas tradicionais como em startups, como tem sido bem comum.

Gestão Financeira: uma área cheia de possibilidades

A Gestão Financeira é uma área bem diversa e com várias oportunidades para o seu sucesso profissional. Com uma boa formação, você poderá trilhar o caminho que desejar!

Para ter os melhores resultados na profissão, baixe nosso infográfico e descubra como ser um gestor financeiro de sucesso!