Sem tempo para ler o artigo? Escute ou faça download da narração no player abaixo e ouça quando quiser:

Pode ser classificado como redação empresarial todos os textos que são escritos pelos profissionais que fazem parte de uma empresa. 

Desde um simples e-mail para um colega ou cliente, até um comunicado formal para um órgão público ou de imprensa. Tudo se enquadra nessa categoria.

É por isso que compreender sobre o assunto é de extrema relevância para qualquer profissional que faça parte do mundo corporativo.

Quando um texto empresarial é mal redigido, com erros de ortografia e gramática, pode ser mal interpretado e gerar ruídos na comunicação. Além disso, a imagem da organização e do profissional que assina a redação profissional são prejudicadas.

Para que você possa se tornar um expert no assunto e arrasar na redação empresarial, preparamos este artigo. É só seguir a leitura! Vamos lá?

Os tipos de redação empresarial mais usados no mercado

Como explicamos, qualquer texto escrito no meio organizacional pode ser classificado como redação empresarial. Os tipos mais usados são os relacionados, a seguir. Veja!

Ata

É um documento que serve para registrar fatos e discussões. Geralmente é elaborado por um secretário durante uma reunião ou assembleia. No final do encontro, o redator deve ler a ata. Se todos os presentes concordarem com o que está escrito, devem assiná-la.

Circular

É uma carta com objetivo específico. Geralmente ela é assinada por um diretor ou responsável pelo departamento. Apresenta novas regras ou padrões que devem ser seguidos na organização.

Memorando

Trata-se de um documento utilizado na comunicação interna, servindo para que um setor da empresa passe informações a outros.

Ofício

É uma ferramenta de comunicação externa, servindo para comunicar informações úteis a outras empresas ou instituições. É muito comum ser visto em órgãos públicos.

Ordem de serviço

É um documento que serve para estabelecer a comunicação entre setores da empresa. É muito presente em fábricas com linhas de produção, em que cada setor ou colaborador é responsável por uma função específica.

Relatório

Trata-se de um documento que apresenta, de forma sistêmica, como foi desenvolvido determinado trabalho ou evento na empresa.

Requerimento

Funciona como a formalização de uma solicitação para uma figura de poder, como o presidente da empresa ou representante de órgão público.

5 dicas para tornar a redação empresarial mais eficiente

Agora que você já conhece os principais tipos de redação empresarial, precisa aprender a escrever um texto que realmente cumpra com o objetivo de cada comunicação. 

Preparamos algumas orientações para que você se destaque ao elaborar textos na sua rotina de trabalho. Confira!

1. Tenha um planejamento de escrita

É muito importante que você tenha um planejamento de escrita. Para isso, antes de começar a colocar as ideias no papel, pense exatamente no objetivo do texto. Ou seja, qual é a mensagem que ele quer passar.

Com isso em mente, vale usar aquele velho e conhecido método de redação que você aprendeu na escola. Determine a introdução, o desenvolvimento e a conclusão do conteúdo.

2. Pense na linguagem da mensagem

Ao trabalhar com a redação empresarial é muito importante pensar na linguagem da mensagem, tendo como foco o público a que ela se destina. 

Imagine, por exemplo, uma empresa metalúrgica. Nesse caso, um memorando para o setor de engenharia pode até ter uma linguagem mais técnica e com termos comuns para os engenheiros. 

Porém, se a mensagem for para todos os setores da companhia, não é recomendado usar termos tão técnicos. Isso porque os profissionais de outros departamentos podem não ter conhecimento das expressões específicas de determinadas áreas.

3. Escreva frases curtas e diretas

Um erro muito cometido por quem escreve redação empresarial é tentar fazer um texto muito “requintado”. Não há necessidade disso! Quanto mais simples e direta for a comunicação, mais eficiente ela será.

Escreva frases curtas e diretas, que sejam fáceis de serem compreendidas pelos leitores. Também é interessante fazer uma leitura em voz alta ao terminar de escrever e cortar termos ou expressões que você julgar desnecessárias ou muito complexas.

4. Tome cuidado com o texto em primeira pessoa

Dependendo do tipo de redação empresarial que está sendo redigida, é importante ter em mente que você não está falando em seu nome, mas sim de toda a empresa.

Por conta disso, não deve falar em primeira pessoa! Em resumo, deve trocar o “eu” pelo “nós” durante a escrita.

É claro que essa regra não se aplica a todos os casos. Um ofício assinado pelo diretor da empresa, direcionado para outra companhia ou entidade pública, por exemplo, pode ser escrito em primeira pessoa. Deve-se analisar caso a caso.

5. Preste atenção na pontuação

Erros na pontuação do texto podem mudar completamente o sentido de uma mensagem, afetando a qualidade de interpretação da sua comunicação. 

A vírgula é o que mais necessita atenção. Ela tem o poder de mudar completamente o significado de uma sentença. Seu uso em excesso também pode contribuir para tornar o texto ineficiente.

Ao colocar em prática essas técnicas de redação empresarial, temos a certeza de que você conseguirá melhores resultados ao elaborar uma comunicação. Isso porque os textos serão melhor compreendidos pelos receptores das mensagens.

Gostou deste conteúdo? Aproveite para baixar o nosso infográfico que mostra o que uma boa faculdade de negócios deve ter. Ele pode ajudar a escolher uma instituição de ensino que realmente contribua para a sua carreira decolar. Não perca tempo!