Começar uma graduação é o sonho de muitos jovens no país. Boa parte, no entanto, encara um problema que, a princípio, parece difícil de superar: como pagar as mensalidades de um curso desse tipo? Felizmente, existem opções para deixar esse custo bem mais tranquilo para o bolso. Elas se dividem em programas de financiamento ou bolsa de estudo na faculdade.

Conhecer esses auxílios pode ser o bastante para mudar o jeito que uma pessoa encara as chances de cursar o Ensino Superior. E esse é o objetivo desse texto. Vamos mostrar as diferentes maneiras que você tem para encaixar a graduação no seu orçamento. Pronto para saber mais sobre isso?

Bolsa de estudos na faculdade e financiamento estudantil

O primeiro passo é entender a diferença entre as duas formas de ajuda. A bolsa de estudos significa que o estudante recebe um desconto na mensalidade. Ela pode ser de dois tipos: a bolsa integral, que cobre o custo total de uma graduação; e a bolsa parcial; que reduz o que deve ser pago em porcentagem definida pela entidade que faz esta oferta.

Por outro lado, os programas de financiamento estudantil são empréstimos especiais concedidos aos candidatos interessados em atender uma faculdade. Com eles, é possível concluir a graduação e ter um tempo maior para pagar o valor daquele curso — deixando muito mais fácil a situação financeira de quem precisaria arcar com todas as mensalidades.

Programas do governo

Entre os principais auxílios para quem busca uma vaga na graduação, destacam-se duas iniciativas do Governo Federal. A primeira é o Programa Universidade para Todos, o ProUni, instituído em 2004. Nele, estudantes de escola pública ou bolsistas da rede privada têm acesso a bolsa de estudos na faculdade.

Existem requisitos mínimos para obtenção relacionados à renda familiar bruta do candidato. Para concorrer às bolsas integrais, este valor deve ser de até um salário mínimo e meio por pessoa. Já a opção de bolsas parciais, de 50%, exige que a renda familiar por pessoa seja de até três salários mínimos.

A outra iniciativa foi o Fundo de Financiamento Estudantil, o Fies. Criado em 1999, o programa foi modificado várias vezes ao longo dos anos. A ideia inicial permanece a mesma: o aluno faz o curso normalmente e apenas após a conclusão ele passa a pagar as mensalidades devidas, em prazo mais extenso do que seriam os anos da graduação.

Na sua versão mais atual o Fies apresenta três modalidades. São 100 mil vagas com juros zero, para estudantes com renda familiar de até três salários mínimos por pessoa, 150 mil voltadas para alunos das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, e outras 60 mil para aqueles com renda per capita de até cinco salários mínimo.

Uma possibilidade interessante é a de combinar os dois programas. Alunos que recebem bolsa parcial do ProUni mas que ainda necessitem de apoio podem se inscrever no Fies e financiar o valor restante.

como-conseguir-bolsa-de-estudos

Financiamento da FECAP

Apesar de bem populares, essas iniciativas ainda não contemplam o total dos interessados. Ações de outras entidades ocupam esse espaço, auxiliando mais alunos a alcançarem o Ensino Superior.

O Financiamento FECAP é um desses projetos. Voltado para estudantes que não se encaixam nos critérios do FIES, ele permite o financiamento de 50% do valor do curso, com juros menores do que os praticados no mercado. O total financiado é amortizado mensalmente após a conclusão do curso, no prazo de até três anos.

A lógica do Financiamento FECAP é que os alunos ganham capacidade de pagamento das mensalidades conforme progridem no curso — resultado de estágios e melhores oportunidades de emprego. Assim, eles recebem o auxílio no momento mais crítico para as perspectivas de arcar com o custo de uma graduação.

Programa de Assistência Educacional FECAP

Além do financiamento próprio, a FECAP também oferece outras oportunidades internas de bolsa de estudos na faculdade. Elas podem ser obtidas ao longo de todos os cursos, contribuindo para o desempenho acadêmico e também estimulando a inclusão social na graduação.

As bolsas disponíveis são:

  • Atletas alvaristas: até 10% de desconto, como forma de incentivo à prática esportiva e à representação da FECAP em competições;
  • Bolsa Mérito Acadêmico: até 40% de desconto para o melhor desempenho acadêmico da turma;
  • Ex-aluno da FECAP: até 25% de desconto em cursos de Graduação e Pós-Graduação;
  • Familiares de alunos: até 10% de desconto para parentes diretos, quando estudarem ao mesmo tempo;
  • Iniciação Científica: até 20% de desconto de acordo com o regulamento da iniciação científica;
  • Monitoria: até 50% de desconto regularizado pelo regulamento de monitoria.

A FECAP também tem parcerias com organizações conveniadas que oferecem bolsas com percentual e duração específicos. Para mais informações sobre todas essas oportunidades, acesso o Regulamento de Bolsas de Estudo da FECAP.

Cuidados financeiros ao longo do curso

A bolsa de estudos na faculdade é um passo importante para conseguir uma folga no orçamento e ser capaz de cursar uma graduação. Porém, a gente sabe que o aperto ainda vai ser grande e qualquer dinheiro a mais é bem-vindo.

Por isso separamos também algumas dicas para você economizar ao máximo — e, quem sabe, talvez até conseguir uma renda extra:

  • Tenha metas: economizar é muito difícil se você pensar em termos abstratos. Pegue papel e caneta, faça suas contas e trace objetivos de curto prazo — um semestre, por exemplo;
  • Frequente bibliotecas: os materiais de estudo são parte significativa do custo de uma graduação. Quanto mais você conseguir empréstimos gratuitos em bibliotecas, melhor para seu bolso;
  • Encontre uma renda extra: pode ser difícil conciliar os estudos com um estágio ou emprego e ainda acrescentar outra atividade. Mas pequenos trabalhos, como bicos ou freelancer são uma forma de complementar o que você já recebe a cada mês;
  • Combine caronas: o preço do transporte público também pode pesar no orçamento. Verifique com os colegas de turma ou procure grupos de carona na faculdade. Dividir o combustível pode sair mais em conta.

Agarre esta chance!

A graduação pode parecer um sonho inatingível, mas existem caminhos para torná-la uma possibilidade. Conseguir uma bolsa de estudos na faculdade exige dedicação, mas é uma das melhores formas de realizar esse desejo sem comprometer seu bolso.

Para isso, é importante estar a par de todas as novidades. Inscreva-se na newsletter da FECAP e receba conteúdos com exclusividade.