Cada vez mais, vemos os termos ensino a distância e ensino híbrido entrarem no vocabulário do brasileiro. Especialmente em virtude da pandemia, o curso híbrido se tornou ainda mais popular, pela necessidade de ficar em casa nesse período.

Mas, afinal de contas, como é o curso híbrido? É a mesma coisa que educação a distância? É uma boa opção para o currículo? É sobre esse tema que vamos tratar neste texto. 

Quer saber mais? Fique conosco e aproveite a leitura!

O que é o curso híbrido?

Antes de mais nada, vamos explicar o que é o curso híbrido. Muitas pessoas acabam confundindo esse termo com a educação a distância (que trataremos mais à frente). Ou até mesmo com o tipo de ensino presencial.

É uma abordagem que combina elementos do ensino presencial e do ensino online (ou ensino a distância). Ou seja: o curso híbrido é a junção das duas modalidades mencionadas.

A primeira parte, presencial, não abre mão da interação presencial com professores e colegas de classe. E a segunda acontece no ambiente virtual, que pode ser dentro ou fora da instituição.

Em geral, o acesso ao curso híbrido pode ser de qualquer lugar, visando maior conforto e flexibilidade. O objetivo é ter uma experiência integrada e personalizada.

Qual é a diferença entre curso híbrido e educação a distância?

Como mencionamos, tanto a educação a distância como a modalidade presencial são contempladas nessa dinâmica peculiar chamada de curso híbrido.

Neste tópico, nossa missão é diferenciar o curso híbrido da educação a distância. Confira as particularidades de cada uma dessas modalidades!

Educação a distância (EAD)

Vamos começar pela educação a distância, também chamada de EAD. Nessa modalidade as aulas são ministradas em um ambiente virtual de aprendizagem. Seja próprio da instituição ou de terceiros.

O conteúdo pode ser transmitido ao vivo ou ser gravado. Também há a possibilidade de ter ambos os métodos na mesma plataforma. As avaliações devem ser feitas de forma presencial, por exigência do Ministério da Educação (MEC).

Apesar de ser 100% pela internet, o conteúdo apresentado tem o suporte de professores e/ou tutores, que atuam para tirar dúvidas do conteúdo apresentado. Esse pode ocorrer por meio de e-mail, chat da plataforma ou até mesmo WhatsApp.

Em geral, o EAD é uma boa opção para quem não tem muito tempo disponível, mas precisa estudar. A disciplina, nesse caso, é fundamental para que o aluno acompanhe as aulas online e possa fazer as provas ao fim do semestre ou ano letivo.

Curso híbrido

Enquanto o EAD ocorre 100% online, o curso híbrido, por sua vez, é aquele no qual parte da carga horária é a distância. Como já mencionamos, o curso híbrido é uma espécie de junção do EAD e do ensino presencial.

Nessa modalidade, há um contato maior com os professores e colegas. Além de ser mais fácil manter a disciplina, pelo fato de ter que ir à instituição de tempos em tempos.

A possibilidade de falar com os professores e sanar dúvidas presencialmente também é um benefício do curso híbrido. Por isso, quem busca um ensino presencial com flexibilidade pode se beneficiar.

Assim como na educação a distância, as provas finais devem ser feitas de forma presencial, obrigatoriamente. E os deslocamentos, apesar de não serem frequentes, ainda existem na modalidade de ensino híbrido.

Como funciona o curso híbrido?

Afinal de contas, como funciona um curso híbrido? Saber as suas diferenças para a educação a distância é o primeiro passo para entender seu funcionamento de forma plena. E agora que você já sabe, podemos ir para o próximo assunto.

O funcionamento do curso híbrido é algo que varia de instituição para instituição. No entanto, a grande maioria das universidades oferta a maior parte do curso a distância e o resto das atividades de forma presencial.

Isso é feito de modo que os alunos possam adaptar a sua rotina ao curso híbrido. As aulas podem ser tanto transmitidas ao vivo (pela internet, satélite ou videoconferências), como serem gravadas.

No geral, a maioria das aulas ministradas, mesmo se forem ao vivo, ficam disponíveis no portal do aluno. Essa é uma facilidade que ajuda, inclusive, a flexibilizar a rotina dos estudantes.

A parte presencial do curso híbrido

A depender da carga horária do curso, as aulas de forma presencial acontecem duas ou três vezes por semana. Em determinadas instituições, os encontros podem ser de 15 em 15 dias.

Nesses encontros, há a interação entre os professores e alunos (que é uma parte essencial do curso) e aulas de determinadas matérias.

Essa parte do curso híbrido é igualmente importante. Não apenas para tirar eventuais dúvidas, mas também porque outras matérias podem ser ministradas exclusivamente de forma presencial. Tudo vai depender da forma que a instituição de ensino utiliza.

Quais são os métodos possíveis aplicados no curso híbrido?

Neste tópico, vamos listar e detalhar os métodos possíveis de serem aplicados no curso híbrido. Saber como essa metodologia pode ajudar você nos estudos é essencial para que faça a melhor escolha. Confira!

Sala de aula invertida

A primeira das metodologias de ensino aplicadas ao curso híbrido é bem conhecida. A sala de aula invertida pede que os alunos leiam a teoria com antecedência, antes da aula. Em geral, esse material fica disponível no ambiente virtual de aprendizagem.

De forma presencial, ocorrem discussões, dinâmicas e outras atividades concernentes ao assunto contido na teoria. Toda a ideia por trás da sala de aula invertida é ter maior aproveitamento quando os alunos se reunirem fisicamente.

Rotação de laboratório

A próxima metodologia se chama rotação de laboratório, e é uma forma de potencializar as discussões e temas trazidos. Nesse caso, deve-se dividir a sala de aula em dois grupos.

Um grupo vai fazer tarefas no ambiente online, enquanto outro fica com discussões e tarefas de forma off-line. Dessa “rotação”, que acontece por um tempo determinado, os grupos trocam.

Rotação por estações

A rotação por estações, por sua vez, é um método similar ao anterior. No entanto, as atividades são diferentes e independentes. E, nesse caso, a rotação por estações acontece apenas no ambiente off-line.

Normalmente, um dos grupos pode utilizar a internet na elaboração das tarefas. Da mesma forma, após passado um tempo, os grupos rotacionam.

Quais são as vantagens do curso híbrido?

Agora que você sabe o que é, como funciona e como diferenciar o curso híbrido da modalidade EAD, vamos além. Por que essa modalidade é uma opção vantajosa? A seguir, vamos listar e detalhar seus benefícios. Confira!

BAIXAR AGORA

Promove maior flexibilidade

A primeira das vantagens do curso híbrido que podemos citar é a maior flexibilidade que o aluno vai ter. Isso fica exposto em diversos momentos.

Desde a escolha do local para estudo, que fica completamente a critério do estudante. Até mesmo o horário no qual o aluno vai assistir a determinadas aulas, que não precisa ser exatamente o mesmo todos os dias.

Isso é especialmente benéfico para quem trabalha em uma empresa ou mesmo empreende. Se você faz algum outro curso, também é bom não ficar preso a uma rotina. E sim, pode ter maior flexibilidade em suas tarefas do dia a dia. Alinhar o curso híbrido a sua vida fica fácil.

Interação com colegas e professores

No dia a dia, somos incentivados a apenas fazer a nossa parte e ir embora. A falta de tempo acaba nos tornando pessoas antissociais e dificulta a interação com o próximo.

No curso híbrido, por sua vez, a interação e rede de contatos que somos obrigados a fazer é maior. É preciso interagir não apenas com seus colegas, mas também com os professores. Desse modo, é possível exercitar a inteligência emocional, por exemplo.

E essa interação não se limita apenas ao ambiente virtual, já que essas pessoas também vão estar presentes nas aulas presenciais. Isso é um benefício  para seu networking profissional.

Reduz custos

A economia financeira que um custo híbrido traz para você é uma vantagem muito grande. Podemos citar, primeiramente, a redução de deslocamentos diários frequentes até a sua instituição de ensino.

Só de você não precisar gastar gasolina ou passagem de transporte público todos os dias, já fica mais em conta. O curso híbrido é parte on-line. Ou seja: os materiais são virtuais, o que economiza em impressão e compra de livros físicos.

Além disso, os valores de mensalidade de um curso híbrido costumam ser um pouco menores, visto que reduz o tempo que você estará, de fato, presencialmente na unidade.

Confere mais conforto

Uma outra vantagem que chama a atenção de muitas pessoas para começar um curso híbrido é a possibilidade de ter ainda mais conforto ao fazê-lo.

Afinal de contas, nos momentos em que o curso não está presencial, você pode estudar de onde quiser.

Que tal ir até um café para assistir as suas aulas? No entanto, se você for uma pessoa mais caseira, pode assistir às aulas de seu próprio quarto. O curso híbrido proporciona esse tipo de conforto aos estudantes.

Oferece maior liberdade

Outra das vantagens do curso híbrido é a liberdade. O ensino tradicional é uma forma mais “engessada” de ensinar os alunos.

O curso híbrido, por sua vez, oferece maior liberdade de aprendizado do que a forma tradicional.

Como mencionamos, o aluno pode aprender no ritmo próprio, de onde quiser, no horário que for melhor para si. Isso apenas beneficia quem está estudando.

Dá mais controle sobre a própria rotina

O curso híbrido acontece em duas etapas. A etapa on-line permite que o aluno escolha o horário no qual ele pretende estudar, o que é muito benéfico para as pessoas que trabalham ou estudam.

Utilizando-se das novas tecnologias e do curso híbrido, é muito bom poder montar a própria rotina e saber que vai poder fazer um curso da mesma forma.

Escolher o próprio horário também beneficia na produtividade do aluno. Não é todo mundo que é mais produtivo de manhã ou à noite, por exemplo. O curso híbrido sai ganhando nesse aspecto.

Incentiva a autonomia

Hoje, o mercado de trabalho requer profissionais que consigam ser cada vez mais independentes. E o curso híbrido é uma ótima forma de incentivar a autonomia.

Isso não quer dizer que o aluno vai ficar desassistido ou perdido. Apenas que ele vai aprender a pensar por si mesmo e estudar de uma forma mais independente do que no modelo tradicional.

A partir das metodologias de ensino que são aplicadas no curso híbrido, o aluno aprende a estudar da forma que é melhor para ele. Por conta disso, a sua autonomia nos estudos aumenta. Como consequência, ele se torna um profissional independente e autossuficiente.

Dá oportunidade a novos métodos de ensino

Por último, mas não menos importante, devemos ressaltar que o curso híbrido é uma forma de se utilizar novas e diferentes metodologias de ensino. Podemos citar, a título de exemplo, o ensino baseado em competências ou a sala de aula invertida.

O auxílio da internet e as inovações tecnológicas de hoje possibilitam que diversos métodos de ensino sejam aplicados de forma a ajudar na aprendizagem.

Portanto, a relação ensino-aprendizagem fica cada vez mais aprimorada, de acordo com cada perfil de estudante no ensino híbrido. Isso facilita a vida de alunos e professores.

A modalidade de curso híbrido é uma tendência que tem chegado cada vez mais nas instituições de ensino do Brasil. Isso ocorre não apenas por conta da pandemia, mas também pelas inovações tecnológicas que tornam possíveis esse tipo de ensino.

Você gostou do nosso conteúdo? Esperamos que tenha sido esclarecedor. Aproveite que já terminou a leitura e faça o nosso teste para descobrir qual o seu perfil na hora de estudar.

BAIXAR AGORA!