O perfil do “profissional de ponta” está em contínuo progresso. Se antes bastava um diploma para garantir uma boa oportunidade de emprego, hoje é preciso muito mais.

O mundo digital, cada dia mais automatizado, agora é quem dita as regras e molda a nova força de trabalho, direcionando as competências que serão necessárias no mercado de agora em diante.

As habilidades humanas continuam tendo seu lugar, no entanto, é preciso inteligência e preparo para aliá-las às competências técnicas e intelectuais. Esse é o segredo para quem deseja construir uma carreira de sucesso no ano novo.

Confira o post a seguir e descubra quais são as habilidades profissionais para 2019.

Profissional preparado

Se você está em busca de uma boa oportunidade de trabalho ou quer dar um gás na sua carreira, é importante ficar por dentro das habilidades profissionais para 2019 e começar a se preparar.

Se nas décadas passadas bastava ter um diploma para garantir um emprego, hoje as coisas mudaram bastante. No entanto, mesmo em um cenário diverso e instável, existe uma forte tendência sobre as competências profissionais mais cotadas pelas corporações no novo ano.

As empresas estão em busca de pessoas preparadas para atender às suas demandas e acompanhar a dinâmica acelerada do mercado. Por isso, se você pretende se encaixar nesse perfil, é bom ficar de olho em quais aspectos são essas e começar a trabalhar duro desde já.

A importância de se preparar

Muitos desavisados que não calculam suas rotas acabam chegando nas entrevistas de emprego sem se preparar devidamente. O resultado pode ser desastroso. Além de perder tempo, o sujeito acaba se desgastando emocionalmente, ficando desmotivado e inseguro para buscar por outras oportunidades.

Por isso, fique atento! Em um mercado de trabalho do qual instabilidade e competição são palavras de ordem, sai à frente quem está preparado para acompanhar essa dinâmica.

E quem pensa que se preparar significa investir somente em qualificação técnica e intelectual, está muito enganado. Hoje em dia as instituições buscam por colaboradores capazes de unir as habilidades de sua área profissional com competências socioemocionais, fundamentais para a produtividade de qualquer empresa.

Compartilhar habilidades

Os tempos de individualismo acabaram. A velha frase “quem divide multiplica” nunca esteve tão atual.

O mercado de trabalho vê com excelentes olhos aquele que sabe colaborar para o crescimento coletivo por meio do compartilhamento de informações e habilidades. Por isso, é muito importante que o profissional de 2019 tenha em mente que competência nenhuma deve ser guardada apenas para si.

A ordem para este ano –– e provavelmente para os próximos –– é estimular a cooperação entre os funcionários de uma mesma empresa e não mais a competição.

Como a inovação é um ponto essencial para o crescimento das instituições, a multiplicação do conhecimento e o trabalho em equipe se tornou mais necessário do que nunca. Afinal de contas, uma boa ideia nunca sai de uma cabeça só.

O mercado já entendeu que o trabalho colaborativo, além de mais produtivo e prazeroso, tem mais possibilidade de assertividade entre os consumidores. Uma vez que foi desenvolvido por um grupo de pessoas diversas, com histórias de vida diferentes, as chances deste produto agradar a um público com visões múltiplas são maiores.

Por isso, é hora de dar adeus ao individualismo corporativo. O momento é de utilizar os próprios talentos para fazer os outros crescerem coletivamente e, assim, criar novos caminhos para o crescimento da corporação.

habilidades-profissionais-para-2019

Multifuncionalidade é umas das principais habilidades profissionais de 2019

Ser especialista em algo é importante, mas conhecer um pouco de tudo pode ser ouro.

A multifuncionalidade está no topo da lista de competências que serão mais requisitadas pelas corporações em 2019. Isso porque o profissional multifuncional possui uma visão apurada do todo e, por isso, tem a capacidade de identificar necessidades e propor soluções coletivas.

Ele consegue desenvolver mais de uma tarefa e distribuir a atenção entre diversas atividades, sem perder o foco. Ser multifuncional é saber relacionar seu próprio conhecimento com outros assuntos, visando um melhor funcionamento do todo.

Para isso, é necessário ter jogo de cintura, o que exige características como flexibilidade, responsabilidade, proatividade, organização, e principalmente um alto poder de resiliência.

Um profissional que entende dos processos e como eles se complementam e se beneficiam é chave garantida para conquistar bons cargos e ter reconhecimento –– profissional e financeiro.

Inteligência digital

Atualmente, o posicionamento nos meios digitais é essencial para qualquer marca, serviço ou produto. Por isso, entender como o mercado está acontecendo no mundo virtual é importantíssimo para o firmamento de qualquer estratégia de sucesso.

O profissional de 2019 precisa ter o que chamamos de Inteligência Digital. De acordo com o DQ Institute, trata-se da “soma das habilidades técnicas, mentais e sociais que permitem um indivíduo encarar os desafios e se adaptar às demandas da vida digital.”

Em outras palavras, inteligência digital significa aliar o conhecimento sobre as ferramentas digitais, analisando a relação entre as pessoas e as tecnologias, com o objetivo de gerar engajamento e gerir ações.

Com o surgimento de novas plataformas e tecnologias a cada dia, para sobreviver nesse cenário e acompanhar as demandas das empresas, os profissionais precisam saber como processar, filtrar e utilizar essa mobilidade digital de forma saudável e eficiente. Tudo isso sem deixar de lado as relações humanas e a reflexão a respeito delas.

Relações pessoais

Como já falamos anteriormente, mesmo em um mercado de trabalho cada dia mais automatizado, – característica da transformação tecnológica/digital – as relações pessoais ocupam um lugar fundamental.

Nos cenários onde as máquinas e os diplomas parecem comandar, o comportamento humano acaba se tornando um diferencial. Por isso, se você busca por uma boa oportunidade de trabalho, é bom ficar atento a isso.

A inteligência social, habilidade de se relacionar adequadamente a cada meio social, também está entre as competências mais requisitadas para este e para os próximos anos. Além de reforçar aquela tendência ao trabalho colaborativo como uma das principais engrenagens para a produtividade e inovação, prova que a técnica isolada não é suficiente.

E como a capacidade de trabalhar as emoções, se comunicar e compartilhar ainda está distante do domínio das máquinas, em tempos de tecnologias, quem consegue aliar a técnica com uma boa relação pessoal, tem ainda mais chances no mercado.

Agora que você já sabe quais são as habilidades profissionais para 2019, já pode se preparar para lutar por uma boa oportunidade no mercado de trabalho. Aproveite para aumentar suas chances e leia o post 7 dicas para construir um marketing pessoal de sucesso.

Baixar agora