Você provavelmente já deve ter ouvido falar sobre empregabilidade por aí, seja em uma reportagem na televisão ou em uma matéria na internet. Mas se não prestou atenção em seu significado, é hora de aprender.

Afinal, esse fator tem uma grande influência e importância em sua carreira. Quer saber por quê? Continue a leitura e descubra!

Sem tempo para ler o artigo? Escute ou faça download da narração no player abaixo e ouça quando quiser:

O que é empregabilidade?

A empregabilidade nada mais é do que a capacidade que alguém tem de conseguir um emprego. Há ainda quem considere a habilidade de se manter no emprego parte do conceito.

Para conseguir empregabilidade, é preciso se capacitar profissionalmente. A começar pelo curso superior na área desejada para trabalhar.

Na medida em que o tempo passa, o curso mostra as possibilidades de atuação e especialização do aluno. Depois, ele pode escolher se aprofundar naquilo que mais lhe interessa.

E, assim, desenvolver mais aptidão para ingressar e se manter no mercado de trabalho. A empregabilidade se relaciona diretamente com o valor de um profissional para as empresas, com o que ele tem a oferecer e pode fazer para o crescimento de um negócio.

A empregabilidade conta, ainda, com um conjunto de bases para se estruturar. Aqui estão elas!

Proatividade

Todo mundo precisa levar em conta que, em um emprego, é preciso assumir responsabilidades. Mais do que isso, é essencial se antecipar para oferecer possíveis soluções, de modo a melhorar seus resultados e os da empresa.

Ética

A ética faz toda a diferença em um ambiente de trabalho. Ser ético significa não usar informações privilegiadas para benefício próprio, atuar com respeito ao próximo, trabalhar de acordo com os valores da empresa e ter total transparência em todas as atividades.

Automotivação

A automotivação visa ajudar na sintonia com os colegas de trabalho e na harmonia da equipe, de forma geral. É fundamental confiar em si e em suas capacidades para dar conta do recado, por maior que seja o desafio.

Vale ainda lembrar que, mesmo com algumas questões em comum, empregabilidade e profissionalismo são coisas diferentes.

Enquanto o primeiro conceito é mais abrangente, o segundo diz respeito à forma como um profissional se comporta dentro da empresa, depois de empregado.

Por que a empregabilidade é tão importante para a carreira?

Como você viu, o curso superior é uma exigência básica para ter empregabilidade. Se isso já acontece quando a economia está favorável, em tempos de crise é ainda mais importante.

Afinal, em tempos desfavoráveis, a tendência é que existam menos postos de trabalho. E quanto menor for a sua formação, mais chances você tem de enfrentar um período de desemprego.

No entanto, obter a especialização necessária faz com que você tenha um pouco mais de estabilidade. Talvez nem mesmo entre na lista de cortes.

Dessa forma, pode-se dizer que o curso superior age como uma vantagem competitiva para o trabalhador. Enquanto as coisas não melhoram, vale a pena continuar a estudar e a aprender mais sobre a sua área de atuação.

Assim, quanto a lucratividade retornar, você pode até mesmo disputar uma promoção ou ganhar mais benefícios no salário, por exemplo.

Ter empregabilidade ainda se faz importante por outro motivo. Se você quiser mudar de emprego ou tentar um processo seletivo para um cargo mais elevado, é o curso superior que fará com que a oportunidade fique mais perto de você.

Ao fazer uma faculdade, você já elimina uma série de candidatos. Estudando em uma universidade renomada, ainda consegue chamar ainda mais a atenção do recrutador.

Por fim, vale ainda lembrar que as empresas gostam muito de contar com uma equipe que tenha um bom conhecimento teórico. Isso também traz diferencial para seus processos internos e externos, o que aumenta os ganhos e o sucesso do negócio.

Como é o cenário da empregabilidade no Brasil?

No Brasil, a empregabilidade enfrenta muita desigualdade. Quem tem um nível menor de qualificação profissional geralmente fica fora do mercado de trabalho.

Ou, ainda, ganha bem menos do que poderia. Os níveis de desemprego são maiores para quem tem apenas ensino fundamental ou ensino médio: cerca de 15%, segundo pesquisas recentes.

No entanto, essa taxa cai drasticamente para quem tem ensino superior: 6,4%. Por meio desses números, já dá para perceber a importância de investir em um curso superior, certo?

Mas vale lembrar que esse não é o único fator que influencia no cenário de empregabilidade do nosso país.

Se os empregadores não encontram mão de obra qualificada, como contratar? Isso também justifica as altas taxas de desemprego para quem não tem formação.

Pessoas com diploma estão entre os perfis mais buscados pelos recrutadores, já que a formação superior assegura a capacidade para atuar com conhecimento teórico e prático.

Quais são os fatores que influenciam na empregabilidade?

Alguns fatores influenciam diretamente a empregabilidade. Que tal conhecer um pouco mais sobre cada um deles?

Competência técnica

A competência técnica é a comprovação de que a formação de um indivíduo corresponde à vaga.

Envolve seu nível de escolaridade, a qualificação das escolas por onde passou, seu desempenho ao longo do curso, entre outros detalhes que comprovem as experiências adquiridas pelos estudos.

Habilidade e vocação

Sim, de fato o diploma é indispensável. Mas ele não é a única coisa importante para conseguir um emprego.

É preciso também que o candidato se identifique de verdade com o que vai fazer, a área de atuação, a própria empresa na qual deseja trabalhar e assim por diante. Do contrário, de nada adiantará uma formação complexa se no dia a dia não há qualquer entusiasmo e envolvimento.

Bem-estar físico e mental

A situação de saúde de um indivíduo e de seus familiares refletem em sua produtividade. Sendo assim, aqueles que conseguem administrar melhor seu bem-estar físico e mental têm maior capacidade de lidar com problemas e desafios profissionais.

Fazer exercícios físicos, ter uma boa alimentação e prezar por uma rotina regrada são iniciativas que contribuem para esse resultado.

Situação financeira

A empregabilidade aumenta quando a pessoa tem uma reserva ou mais fontes de renda para se sustentar.

Esse é um sinal de que o profissional tem segurança e organização financeira. Se há essa tranquilidade, ele pode exercer sua função com mais cuidado e atenção, pois sabe que seus rendimentos serão suficientes para todas as despesas.

Habilidade interpessoal

Ter uma boa rede de contatos também é importante nesse caso. Isso significa se dar bem com clientes e parceiros, ter um bom relacionamento com os colegas e contribuir para o crescimento e desenvolvimento de quem está ao redor.

Conhecer pessoas fora do trabalho e que podem acrescentar algo na vida profissional é outro ponto positivo. Isso mostra que você respeita concorrentes e ex-colegas e está sempre disposto a trocar ideias e experiências.

Como desenvolver ou garantir a empregabilidade?

Quer melhorar suas possibilidades de empregabilidade? Aqui, a gente conta como! Coloque em prática o quanto antes para aumentar suas chances e oportunidades.

Mantenha-se atualizado

Saber um pouco de tudo e muito sobre o que você faz especificamente mostra que é um profissional capacitado e interessado.

Faça cursos, se dedique à leitura e mantenha-se sempre atualizado sobre o que há de mais novo em sua área de atuação.

Faça programas culturais

Ir ao teatro, viajar, acompanhar tendências de economia e visitar museus são formas de ampliar sua visão de mundo.

Portanto, dedique-se a programas culturais ou sociais para saber mais sobre o mundo e aprender a pensar como o próximo.

Estude novos idiomas

Vivemos em um mundo globalizado. Portanto, não dá mais para falar só o português.

Empresas que se desenvolvem rapidamente tendem a ter relacionamentos internacionais. Estudar novos idiomas abre frentes de trabalho e permite que você se destaque no que já faz ao mostrar essa habilidade.

Aperfeiçoe sua comunicação

Falar, escrever e se expressar bem são características essenciais a um bom profissional.

Isso permite que você desenvolva uma comunicação sem ruídos. Ser objetivo e claro significa que você consegue passar mensagens importantes para todo tipo de público, com a linguagem desejada pela empresa.

Se jogue na tecnologia

A todo mundo, a tecnologia avança mais e garante novidades para otimizar processos de trabalho.

Então, não fique para trás! Procure aprender tudo sobre novos softwares, aplicativos e sistemas para facilitar sua adaptação à transformação digital.

Cuide de sua vida pessoal

Não apenas em relação ao seu dinheiro, cuidar da vida pessoal significa se preocupar com a saúde e manter um bom relacionamento com família, amigos e conhecidos.

Quem tem estabilidade em casa, leva isso para o emprego e consegue administrar melhor as emoções, mesmo em tempos de crise.

Preze pelo trabalho em equipe

Por mais que você tenha uma atividade mais individualizada, com certeza precisa de outras pessoas para o sucesso completo da tabela.

Seja seu chefe, o colega do lado ou a equipe sob sua supervisão, valorize o que cada um faz e demonstre gratidão.

Não tenha medo de liderar

E por falar em supervisão, você sente medo de liderar uma equipe? Deixe isso de lado!

É fundamental exercitar esse dom e mostrar que você é capaz de contribuir para o desenvolvimento das pessoas. Mesmo que você não tenha um cargo de liderança, pode estar à frente de um projeto específico, por exemplo.

Busque desafios

Nada de ficar parado por muito tempo em um só lugar. Buscar desafios e evolução. Isso é o que faz a sua carreira deslanchar.

Encare desafios, reconheça erros e abrace oportunidades que permitam mudanças, aprendizado e evolução. Somente assim você conseguirá crescer como pessoa e como profissional.

Aprenda a ouvir

Por mais que você tenha algo a dizer, aprenda também a ouvir. Veja como o próximo pode contribuir com seu trabalho, aceite dicas e orientações.

Aproveite esses momentos para refletir e descobrir como fazer mais e melhor. Uma negativa em um processo seletivo, por exemplo, pode abrir caminhos para que você conquiste outra vaga na próxima oportunidade.

Deixe a mente aberta

Sim, aceitar certas mudanças pode ser um desafio. Estamos acostumados às coisas de um jeito, mas não significa que vai ser sempre assim.

Então, permita-se mudar. Tente compreender o outro, preze pelo lado positivo das coisas e aprenda com o que há de novo.

Construa bons relacionamentos

Por último, mas não menos importante, continue a construir bons relacionamentos.

Ofereça o que você tem de melhor, dê bom dia ao chegar no trabalho, estimule seus colegas, aceite feedbacks. Todo mundo tem algo a agregar e é importante fazer disso uma rotina.

Por que um curso superior amplia suas possibilidades de empregabilidade?

Em qualquer setor de atuação, existem características, conhecimentos, processos e técnicas específicas. Para cada um deles, é fundamental que se tenha certo grau de especialização.

O motivo dessa exigência é simples e fundamental: se não houver pessoas capacitadas para cumprir essas demandas, uma empresa não conhece se manter no mercado.

Somente por meio de mão de obra qualificada é possível desenvolver uma produção saudável dentro de um negócio. As competências de cada profissional são analisadas e avaliadas logo no processo seletivo.

Ou seja, seu currículo é observado para verificar se você conta com a formação básica necessária para contratação. Mas ter diferenciais é indispensável para sair na frente da concorrência.

Portanto, durante o curso superior, vale a pena participar de eventos, palestras, workshops, cursos de extensão e outras oportunidades que ampliem seu conhecimento.

Isso mostra que, além de estar devidamente capacitado para trabalhar, você tem interesse em continuar a crescer e se aprimorar. Algo valorizado por qualquer empresa.

Para completar, a formação superior é demandada para cargos mais complexos. Que, por sua vez, geram salários mais altos. Se essa é sua ambição, se formar é o primeiro passo para alcançá-la.

Por fim, vale lembrar que ter esse diploma ainda contribui para a carreira pública. Ele é pré-requisito em vários concursos, sem dizer que o que você aprendeu na faculdade ainda pode ajudar, e muito, na prova de seleção.

E então, deu para entender melhor o que é empregabilidade e qual sua importância para construir uma carreira de sucesso? Agora que você já sabe mais sobre o assunto, pode organizar melhor sua vida profissional para fazer parte das estatísticas positivas do Brasil.

Um curso superior é importante e, depois dele, caprichar no currículo também ajuda. Então, aproveite para conhecer agora mesmo 7 modelos de currículo para dar um up na sua carreira!

BAIXAR AGORA