Sem tempo para ler o artigo? Escute ou faça download da narração no player abaixo e ouça quando quiser:

Criado em 2019, o Enem digital teve a sua edição-piloto realizada em janeiro de 2021, quando ocorreu a prova de 2020, adiada por conta da pandemia da Covid-19.

Sabemos que o Enem digital é uma novidade! Por conta disso, muitos estudantes ainda não têm ideia sobre como é realizada a versão online da tradicional prova do Enem.

Preparamos este artigo super completo justamente para isso. A nossa ideia é esclarecer todas as suas dúvidas sobre o Enem digital. Assim, você poderá saber tudo sobre como o exame funciona e entender a prova.

Pronto para saber mais sobre o Enem digital? Então, prossiga com a leitura! Contaremos tudo para você!

BAIXAR AGORA!

Enem digital: entenda mais sobre essa modalidade do Exame do Ensino Médio

O Enem digital é a versão digital da prova do Enem, que você até já pode ter feito nos anos anteriores ou ouvido os amigos comentarem. 

A diferença é que agora as provas também podem ser feitas em um computador e não mais com folhas de papel. Os conteúdos cobrados e a forma como o exame é organizado, no entanto, é exatamente igual às demais edições.

Vale lembrar que você não é obrigado a fazer o Enem digital! Caso prefira, poderá fazer a prova tradicional, em papel. Isso porque as duas modalidades estão à disposição do candidato.

Porém, o objetivo do Ministério da Educação (MEC) é aplicar a prova do Enem no formato impresso até o ano de 2026. Enquanto essa data não chega, os alunos podem optar pela opção que julgarem mais interessante ou segura.

Um ponto importante e que deve ser considerado ao escolher ou não a modalidade do Enem digital é que a prova não pode ser feita em casa! Tem muita gente fazendo confusão e pensando que, pelo fato do exame ser informatizado, pode ser feito em qualquer computador com acesso à internet.

Não é bem assim! A prova é feita em computadores de laboratórios de informática preparados exclusivamente para isso. Por isso, ao escolher essa modalidade, você precisará ir até o local em que for realizado o exame.

Geralmente, o Enem é feito em salas de escolas e universidades públicas. Por isso, você precisa consultar no site onde será feita a sua prova, para ir até o local com antecedência, sem perder a hora, ficar para fora do portão e virar meme no dia seguinte.

Conheça as principais diferenças entre o Enem impresso e o Enem digital

Existem algumas diferenças entre as provas do Enem impresso e o Enem digital. Veja, a seguir, quais são as principais delas!

Formato da prova

A principal diferença entre as provas impressas e digitais do Enem está no formato. Na versão tradicional, como você deve saber, os estudantes têm acesso às questões em um caderno.

Para evitar a “cola” entre os participantes, os cadernos das provas têm cores diferentes: rosa, amarelo, azul, branco e cinza. Isso ajuda a deixar o processo um pouco mais transparente.

No formato digital, a prova não tem uma cor definida, mas as questões são organizadas de forma diferente. Assim, não se corre o risco de um espertinho querer dar uma “esticada de olho” na tela do colega que está sentado no computador ao lado.

Forma de acesso à prova

No Enem tradicional, a distribuição das provas é feita pelo fiscal de sala, que abre um malote lacrado com os cadernos e os distribui aos alunos presentes.

Na versão digital é diferente! Nesse caso, é usado um sistema de criptografia com chaves nos computadores. Ou seja, é necessário digitar uma senha para ter acesso ao sistema

A senha é distribuída aos estudantes pelo fiscal da sala, em uma folha impressa, no momento em que são repassadas as orientações do exame.

9 pontos importantes e dicas que você precisa saber sobre o Enem digital

Além dessas diferenças que apontamos, existem alguns pontos que todo estudante que vai fazer o Enem digital precisa saber. Listamos todos eles! Confira, logo abaixo!

1. Não esqueça de fazer a inscrição para o Enem digital

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão ligado ao MEC e que organiza o Enem, as inscrições para a prova de 2021 vão de 30 de junho a 14 de julho.

O calendário oficial do Enem digital 2021 é:

  • 30 de junho a 14 de julho: período de inscrições;
  • 30 de junho a 19 de julho: pagamento da taxa para não-isentos;
  • 30 de junho a 14 de julho: pedido de atendimento especializado (para pessoas com deficiências ou com outras necessidades;
  • 19 a 23 de junho: pedido de uso do nome social na prova;
  • 21 e 28 de novembro: realização das provas. 

Para se inscrever, basta acessar o site do Enem e seguir as instruções. Ao preencher o formulário, caso prefira fazer a prova informatizada, deverá marcar a opção do Enem digital.

2. Entenda que você só pode escolher uma versão das provas

Alguns estudantes estão pensando em fazer as duas versões do Enem, para aumentarem as chances de conseguir usar uma delas para entrar na faculdade.

No entanto, isso não é possível! Como ambas as provas serão realizadas nas mesmas datas (entre 21 e 28 de novembro), cada participante poderá escolher apenas uma modalidade.

Ou seja, se você optar pelo Enem digital, não poderá fazer a prova impressa e vice-versa.

3. Verifique se o Enem digital está disponível para a sua cidade

Não são todas as cidades brasileiras que oferecerão o Enem digital. Como o projeto ainda é novo, o Inep optou por ofertar essa modalidade apenas em cidades maiores, em que há uma boa infraestrutura de informática para fazer as provas digitalmente.

Em 2021, as seguintes cidades recebem o Enem digital, classificadas por Estado:

Acre

  • Rio Branco.

Alagoas

  • Arapiraca; e
  • Maceió.

Amazonas

  • Manaus.

Amapá

  • Macapá.

Bahia

  • Feira de Santana; e
  • Salvador.

Ceará

  • Fortaleza;
  • Quixadá; e
  • Sobral.

Distrito Federal

  • Brasília.

Espírito Santo

  • Cachoeiro de Itapemirim;
  • Cariacica;
  • Vila Velha; e
  • Vitória.

Goiás

  • Anápolis; e
  • Goiânia.

Maranhão

  • Imperatriz; e
  • São Luís.

Minas Gerais

  • Belo Horizonte;
  • Betim;
  • Contagem;
  • Governador Valadares;
  • Ipatinga;
  • Juiz de Fora;
  • Montes Claros;
  • Passos;
  • Patos de Minas;
  • Poços de Caldas;
  • Sete Lagoas; e
  • Uberlândia.

Mato Grosso do Sul

  • Campo Grande; e
  • Dourados.

Mato Grosso

  • Cuiabá;
  • Rondonópolis; e
  • Várzea Grande.

Pará

  • Belém; e
  • Santarém.

Paraíba

  • Campina Grande; e
  • João Pessoa.

Pernambuco

  • Caruaru;
  • Petrolina; e
  • Recife.

Piauí

  • Parnaíba; e
  • Teresina.

Paraná

  • Apucarana;
  • Cascavel; 
  • Curitiba;
  • Francisco Beltrão;
  • Londrina; e
  • Maringá.

Rio de Janeiro

  • Duque de Caxias;
  • Niterói;
  • Nova Iguaçu;
  • Petrópolis;
  • Rio de Janeiro;
  • São Gonçalo; e
  • Volta Redonda.

Rio Grande do Norte

  • Natal.

Rio Grande do Sul

  • Bento Gonçalves;
  • Caxias do Sul;
  • Pelotas;
  • Porto Alegre;
  • Santa Cruz do Sul; e
  • Santa Maria.

Rondônia

  • Porto Velho.

Roraima

  • Boa Vista.

Santa Catarina

  • Blumenau;
  • Brusque;
  • Chapecó;
  • Criciúma;
  • Florianópolis;
  • Joinville; e
  • São José.

Sergipe

  • Aracajú.

São Paulo

  • Americana;
  • Barueri;
  • Bauru;
  • Bebedouro;
  • Campinas;
  • Franca;
  • Guarulhos;
  • Indaiatuba;
  • Jaguariúna;
  • Jundiaí;
  • Limeira;
  • Osasco;
  • Piracicaba;
  • Ribeirão Preto;
  • Rio Claro;
  • Santo André;
  • Santos;
  • São Bernardo do Campo;
  • São Caetano do Sul;
  • São José do Rio Preto;
  • São José dos Campos;
  • São Paulo; e
  • Sorocaba.

Tocantins

  • Palmas.

BAIXAR AGORA

4. Ambas as modalidades das provas têm o mesmo valor

É importante que você saiba que as provas do Enem digital e a tradicional têm o mesmo valor. Isso quer dizer que ambas podem ser usadas para você entrar em uma faculdade ou obter melhores pontuações para garantir uma bolsa de estudos.

Por isso, não importa a modalidade escolhida, mas sim a dedicação que você terá para estudar e conseguir uma pontuação. O Enem pode ser a sua porta de entrada ao ensino superior, por meio de programas como o Prouni, o Sisu e o Fies.

5. A prova de redação é sempre feita no papel

Uma das maiores preocupações dos estudantes que fazem o Enem é a prova de redação. Afinal, muitas instituições, públicas ou particulares, analisam essa nota para garantir ou não o ingresso de estudantes.

Em alguns casos, nas instituições particulares, o aluno pode ingressar nos cursos apenas com essa nota, dispensando a necessidade de fazer vestibular.

Sobre a redação, é importante que você saiba que ela é sempre feita à mão e no papel. É por isso que o estudante deve levar consigo uma caneta azul ou preta, mesmo que opte pelo Enem digital.

A única diferença é que os estudantes que estão fazendo o Enem digital poderão consultar o tema e orientações para elaborar o texto na tela do computador. No entanto, o texto deverá ser escrito no papel.

Há uma estimativa de que, nos próximos anos, a redação possa ser digitada no computador. Porém, para 2021, ainda se trabalhará com o papel para essa parte da prova.

6. Você poderá folhear a prova digital, assim como a impressa

A prova digital é organizada em um arquivo parecido com um e-book ou revista digital. Dessa forma, com o uso do mouse e do teclado, você poderá folhear o caderno e pular questões.

Assim, poderá resolver primeiro as questões que julgar mais fáceis, por exemplo, e depois voltar para dedicar mais tempo às mais difíceis.

7. Você não terá acesso à internet durante a prova do Enem digital

Não pense que quem optar pelo Enem digital vai levar vantagem e fazer pesquisas no Google para resolver as questões!

Os computadores ficarão programados para que os usuários consigam acessar apenas a prova, mediante a digitação de uma senha, conforme explicamos.

Tudo o resto é bloqueado e você não poderá usar o Google, abrir navegadores de internet ou qualquer outro programa no computador.

Afinal, se fosse liberado o acesso à internet, essa seria uma grande injustiça com quem está fazendo a prova no papel, concorda?

8. Haverá computadores extras para o caso de problemas técnicos

Algo que preocupa quem pensa em fazer o Enem digital é o fato de ser prejudicado, caso ocorram problemas técnicos nas máquinas.

Afinal, não é raro os computadores resolverem encrencar quando mais precisamos deles, não é mesmo? Ainda mais quando as máquinas são públicas e todo mundo põe a mão.

Porém, os organizadores do Enem digital afirmam que os estudantes não precisam se preocupar quanto a isso. Eles vão sempre deixar alguns espaços vazios nos laboratórios de informática, justamente para esse tipo de situação.

Ou seja, se o seu computador apresentar alguma falha, você poderá fazer a prova em outra máquina, sem ser prejudicado por conta disso.

9. Prepare-se para arrasar no exame

Para conquistar uma vaga no ensino superior, você precisa ter uma boa nota na prova do Enem, independentemente da modalidade que escolher.

Por isso, se você vai fazer o Enem digital, precisa adotar as mesmas boas práticas de quem vai fazer a versão tradicional. Crie uma rotina de estudos, analise provas dos anos passados, acesse simulados, fique de olho nos assuntos do momento e preserve a sua saúde mental.

Todos esses pontos são muito importantes para que você possa estar bem preparado para arrasar no Enem digital.

Para ajudá-lo nesse momento, temos um presente para você! Baixe agora mesmo o nosso planejador de estudos! Ele é totalmente gratuito e pode ajudar muito você a conquistar o seu sonho de ingressar em uma boa instituição de ensino. Não perca essa oportunidade!

BAIXAR AGORA!