Além de escolher o curso superior, é importante também estar atento à instituição de ensino em que vai estudar. Identificar as melhores faculdades de Relações Internacionais antes mesmo de fazer a matrícula é essencial. 

Quem opta por uma faculdade reconhecida está um passo à frente dos demais candidatos a uma vaga de emprego.

Reunimos 5 pontos essenciais que você deve levar em consideração para tomar essa decisão. Leia até o final para entender quais são eles.

Que tal ouvir o artigo? Experimente dar o play abaixo ou fazer o download para ouvir offline!

Como escolher as melhores faculdades de Relações Internacionais?

Fazer uma graduação exige investimento de tempo e dinheiro. Logo, é um passo que deve ser tomado com muito cuidado para valer todo o esforço empregado.

Possivelmente, você passou por alguns momentos de ansiedade para escolher a sua carreira. Pesquisou sobre o curso de Relações Internacionais e acabou se apaixonando pelas respostas que encontrou.

Essa experiência pode servir de aprendizado para a próxima etapa da sua preparação para o Ensino Superior. Assim como na hora de escolher um trabalho, mais uma vez você precisará ter paciência e analisar os dados.

Criamos um pequeno roteiro para ajudar você nesta tarefa. Relaxe e siga os passos para tomar mais uma decisão sobre o seu futuro de maneira consciente e certeira:

QUERO VER!

1) Procure a avaliação do MEC

O Ministério da Educação (MEC) tem três formas de avaliar a qualidade do curso e da instituição de ensino:

  • Conceito Preliminar de Curso (CPC): essa nota avalia a qualidade da graduação em si; 
  • Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC): através desta média, você saberá se o curso é bom ou ruim;
  • Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade): diz respeito à efetividade da formação dos estudantes. Ou seja, aponta se os alunos estão saindo da faculdade preparados ou não para o mercado de trabalho.

Todos estes dados estão à disposição de qualquer pessoa no site do MEC e devem ser levados em consideração.

Analisar cada um pode ajudar você a reduzir o número de opções na sua lista de possíveis instituições de ensino.

2) Quadro de professores

 Como identificar as melhores faculdades de Relações Internacionais?

Assim como no Ensino Médio, ter bons professores fará toda diferença para o seu aprendizado.

Para dar aula em um curso de graduação, um educador deve ter especialização lato sensu ou stricto sensu. Quanto maior a qualificação do currículo dos profissionais, melhor.

O conjunto de professores de uma faculdade é chamado de corpo docente. Antes de se inscrever no vestibular, procure saber se ele é variado e reconhecido no meio acadêmico.

Tenha em mente que os professores além de serem seus mestres, servirão também como ponte para oportunidade de emprego. Logo, o ideal é que eles tenham uma rede de contatos bem formada. É importante ainda que estejam antenados às atualizações práticas do mercado de trabalho.

3) Centro de Oportunidade de Talentos

Ninguém entra na faculdade pensando em só estudar, não é mesmo!? Nada melhor do que conseguir uma vaga de estágio e poder começar a aplicar seus conhecimentos logo.

Essa procura pode ser mais efetiva quando a faculdade tem iniciativas concretas para aproximação entre universitários e empresas.

Estudar em uma faculdade que ofereça um Centro de Oportunidade de Talentos pode acelerar o seu desenvolvimento profissional e pessoal.

A matemática é simples: existem empresas procurando mão de obra e alunos em busca do primeiro emprego. Então, porque não aproximá-los para que eles consigam atuar juntos para alcançar os resultados esperados!?

Informe-se se a faculdade oferece algum projeto desse tipo para ter mais segurança sobre o seu futuro.

4) Programas de intercâmbio

Como identificar as melhores faculdades de Relações Internacionais

Se você é uma daquelas pessoas que sonha em viver uma experiência internacional, vale pesquisar também sobre isso.

Existem dois tipos de programa de intercâmbio:

  • de curta duração: destinado a cursos de capacitação normalmente de dois a três meses;
  • cultural: programas, geralmente, com um ano de duração no qual o universitário tem contato com uma cultura diferente da sua. Em alguns casos, há inclusive possibilidade de trabalhar ou de desenvolver pesquisas acadêmicas.

Ambos os casos necessitam de uma intermediação da instituição de ensino para terem validade.

Faculdades que já têm reconhecimento internacional e mantém parceria ativa com outras instituições estrangeiras têm mais facilidade em exportar alunos.

Além disso, a existência desses programas formalizados indica que há uma preparação do aluno para que o estar por vir. Afinal, nem tudo é só alegria quando se resolve mudar de país, certo!?

5) Infraestrutura

A infraestrutura física da faculdade também faz diferença no conforto que você terá para aprender. Visite o campus e observe:

  • laboratórios;
  • estúdios;
  • salas de aula;
  • bibliotecas.

Hora da decisão

Seguindo este passo a passo, será mais fácil identificar as melhores faculdades de Relações Internacionais. 

Aja com cautela para tomar uma decisão acertada e começar a colher os frutos dos seus estudos logo. Boa sorte na decisão!

Quer saber mais sobre o curso de Relações Internacionais? Clique neste link e descubra.

BAIXAR GRÁTIS!