Conhecimento e qualificações são fundamentais para a construção de uma boa carreira. Porém, apenas suas habilidades não são o bastante para garantir uma progressão a cargos de destaque. É preciso trabalhar os contatos e relacionamentos profissionais — e para fazer isto da melhor maneira, vale a pena conhecer o que é marketing pessoal.

Este é o tema que iremos trabalhar. Começamos por sua definição, mostrando os principais benefícios de se conduzir o marketing pessoal de forma bem pensada. Também vamos dar dicas do que fazer — e não fazer — para aproveitar ao máximo esse esforço. Pronto para acrescentar ainda mais a sua jornada?

O que é marketing pessoal

Vamos ser bem diretos: marketing pessoal é um conjunto de estratégias que você pode aplicar para valorizar a sua imagem. Aplicado à vida profissional, significa mostrar-se de forma positiva a seus contatos, com base em ações planejadas para transmitir os seus pontos positivos ao mesmo tempo que minimiza as suas fraquezas.

Em resumo, é a arte de se vender para outra pessoa: você é a sua própria marca. Vai do modo de vestir ao comportamento em geral — vocabulário, atitudes e valores. Não é algo que você exercita apenas em ocasiões pontuais. Deve ser um esforço genuíno, aplicado em dia a dia com todos aqueles que você entrar em contato durante a realização de suas atividades.

Benefícios

O principal objetivo do marketing pessoal é fazer você se destacar na multidão. O trabalho para alcançar esta meta gera alguns efeitos positivos, que melhoram as suas chances de sucesso no mercado:

  • Autoestima em alta: você deve valorizar seus pontos positivos, com reflexos tanto no profissional quanto no pessoal;
  • Mais confiança e coragem: parte de um bom networking é a sua capacidade de “botar a cara a tapa”. O marketing pessoal parte do mesmo princípio, e estes dois atributos são fundamentais;
  • Quebra da timidez: mesmo sentido do item anterior. Você deve estar mais aberto a novos contatos, baixando sua resistência a tomar a iniciativa nesses momentos;
  • Melhor interação com colegas de trabalho: a comunicação constante irá desenvolver um relacionamento mais saudável, seja os chefes ou aqueles a seu redor.

Sempre é tempo de melhorar

O marketing pessoal muitas vezes é discutido como essencial para quem está entrando no mercado de trabalho, o que é verdade. No entanto, este foco acaba excluindo o fato do marketing pessoal ser também algo que pode — e deve — ser desenvolvido por todos, incluindo profissionais já experientes.

Um mantra do marketing pessoal é “nunca se é bom o bastante que não possa melhorar”. Essa busca constante por se aperfeiçoar coloca o comodismo como inimigo número um, mas também indica o caminho para uma carreira sempre de sucesso. Procurar mais qualificações e ampliar a sua rede de contatos ajuda a estar sempre no topo do jogo.

3 dicas para construir um marketing pessoal de respeito

Agora que você já entende mais sobre o que é marketing pessoal e a sua importância para uma carreira de sucesso, você deve estar se perguntando como isso pode ser trabalhado. É um conteúdo bem extenso, com livros e mais livros abordando diferentes estratégias. Mas pinçamos três princípios que formam a base de todo esse esforço:

Primeira impressão é a que fica

O ditado é mais verdadeiro do que nunca. Superar uma impressão inicial ruim exige o dobro do trabalho — e muitas vezes é uma oportunidade que nem lhe é concedida.

Por isso, concentre-se em aproveitar ao máximo essa chance. Certifique-se de estar de acordo com a ocasião, adequando o jeito que você se veste e o vocabulário utilizado. Detalhes como um aperto de mão firme, contato olho no olho ou tom de voz empregado também são valorizados por profissionais experientes.

Proatividade

Já citamos como tomar a iniciativa é importante para esse exercício. Mas isso não se restringe apenas a contatos profissionais. Ser proativo no dia a dia é um modo de mostrar como você deseja o sucesso — não apenas pessoal, mas da empresa como um todo. Aos poucos, você começará a ser reconhecido por seu esforço.

Postura profissional

Outro ponto fundamental é ter seriedade em sua vida profissional. Honrar prazos e compromissos, respeitar as políticas da empresa e tratar a todos igualmente são alguns dos comportamentos que demonstram postura compatível com cargos de liderança.

o-que-é-marketing-pessoal

O que não fazer no seu marketing pessoal

Ao mesmo tempo que as dicas acima podem ajudar no pontapé inicial do seu marketing pessoal, é essencial que você saiba o que não fazer — ou todo seu esforço pode ir por água abaixo. Separamos mais três pontos que você deve evitar em seus contatos:

  • Prepotência: é preciso calibrar corretamente o seu esforço de autopromoção para não cair na cilada de se mostrar arrogante, ou como alguém superior aos demais;
  • Mentira: o dito infantil já diz que “mentira tem perna curta”, verdade que se mantém no mundo profissional;
  • Abordagem agressiva: outra questão de ajuste. Você deseja ser assertivo, mas sem impor a sua opinião sobre a de outros.

Também é importante se adequar à ocasião. Interromper um momento íntimo, como compromissos familiares, não é a melhor maneira de iniciar um contato profissional.

Invista na comunicação

Você já deve ter percebido que o marketing pessoal tem forte presença na comunicação com seus pares. Mas vale o alerta: desenvolver a comunicação não significa apenas aprender como falar em público; é preciso entender a prática como um diálogo. Saber ouvir muitas vezes é mais decisivo do que uma boa oratória.

Outra dica é tomar cuidado com as redes sociais. Podem ser ferramentas essenciais ao profissional moderno, mas com frequência também contribuem negativamente. Tenha certeza que tudo postado nesses canais reflete a imagem que você deseja passar, pois é assim que você será avaliado.

Saiba aonde quer chegar

Uma recomendação final, mas nem por isso menos importante: tenha um objetivo estabelecido. É a partir dele que você vai construir o seu marketing pessoal, definindo o perfil de profissional que você quer ser e a imagem que deseja transmitir. Estas escolhas irão afetar as suas referências e o caminho a tomar no seu networking, entre outras decisões.

Isso não significa que você não pode mudar suas prioridades. Mas oferecem um norte para o seu esforço. Definir caminhos também pode transparecer segurança — em especial para entrevistadores e investidores.

Seja quem você quer ser

A escalada para o sucesso requer mais do que apenas talento ou conhecimento. É preciso saber se relacionar com as pessoas certas, sem ignorar aqueles que estão a seu lado. Entender o que é marketing pessoal é a melhor maneira de combinar todos esses fatores e transmitir para seus contatos profissionais exatamente a imagem que você deseja.

A boa formação, porém, não deve ser deixada de lado. Pelo contrário: incluir conceitos do marketing pessoal dentro da graduação é uma contribuição significante para o sucesso do aluno — algo que a FECAP se orgulha de fazer ao longo de sua história.

Quer aprender mais sobre conceitos como esse? Inscreva-se na newsletter da FECAP e receba conteúdos como esses com exclusividade!