É muito comum se perder ao iniciar os estudos para o Enem. Um dos motivos para isso é a grande quantidade de matérias exigidas no edital.

Planejamento e antecipação são as palavras de ordem para quem está se preparando para fazer o exame neste ano.

Listamos algumas dicas práticas de como criar uma rotina de estudos realmente efetiva. Acompanhe!

Foco nos estudos para o Enem

É normal se sentir um pouco perdido e não saber nem por onde começar. Pode ter certeza, que você não está sozinho nessa..

Contudo, isso não é desculpa para adiar a fase de planejamento ou negligenciar os estudos. Quem quer ter sucesso no Enem 2019 deve se preparar desde já.

Reunimos algumas sugestões práticas que podem te ajudar a melhorar sua produtividade e concentração durante os estudos. Saiba quais são:

1) Alinhe seu propósito

Todos nós já passamos por alguma experiência em que acabamos desistindo antes de atingir os objetivos esperados. 

Sabe aquela matrícula na academia que não durou nem até o final do mês? Pois é, isso pode acontecer também quando o assunto são os estudos para o Enem.

Quando resolvemos fazer alguma coisa que não está alinhada com os nossos propósitos de vida, acabamos desistindo na primeira dificuldade. 

Portanto, é essencial refletir sobre o significado do exame para a sua vida. Você tem encarado ele como uma obrigação? Sabe para que a prova serve? Entende a importância de se sair bem nela?

Identificar a sua motivação real para fazer o Enem é o primeiro passo para ter uma boa nota. As suas decisões devem sempre estar alinhadas com o seu propósito de vida. 

Antes de mais nada, reflita sobre a forma como você têm interpretado os estudos para o Enem. Dê um novo significado para a prova, se necessário, e reorganize suas ideias.

2) Identifique o seu canal preferencial de aprendizagem

Os seres humanos são capazes de aprender uma nova habilidade por meio de apelos auditivos, cinestésicos ou visuais. Esses pontos são chamados de sistemas representacionais.

Todos nós podemos entender uma matéria nova por meio de qualquer um dos três sistemas. Porém, temos sempre um deles que é dominante sobre os demais.

Isso significa que se uma pessoa for auditiva, por exemplo, terá mais facilidade em aprender algo novo ouvindo um podcast. O simples fato de ouvir o que está sendo ensinado faz com que ela grave o que está estudando.

Observar qual é o canal preferencial de cada um de nós é essencial para aumentar a efetividade da aprendizagem. 

Entenda as características de cada um dos canais:

Auditivo

Quem tem essa característica:

  • costuma gravar o que ouve com muita facilidade; 
  • tende a ler devagar e pausadamente; 
  • repete alguns trechos em voz alta; 
  • prefere ouvir em vez de ler. 

O ideal para estes alunos é assistir vídeos e palestras, prestar atenção à explicação do professor durante a aula, gravar áudios com comentários sobre o que foi estudado.

Visual 

BAIXAR AGORA

As pessoas com esse sistema representacional são maioria na sociedade. Como o próprio nome já adianta, elas gravam as imagens com mais facilidade do que os demais apelos. 

Normalmente, são estudantes que:

  • tendem a falar muito rápido e a interromper os outros; 
  • gostam de fazer anotações;
  • usam esquemas de cores nos cadernos; 
  • têm facilidade de aprender olhando gráficos e tabelas; 
  • preferem estudar em silêncio. 

Eles têm mais facilidade de aprendizado:

  • copiando o que está no quadro; 
  • anotando comentários e dúvidas; 
  • usando mapas mentais; 
  • criando seus próprios esquemas.

Cinestésico

Este é o sistema representacional mais raro na sociedade. Ele faz referência a pessoas que precisam experimentar o que estão aprendendo. Vivenciar o conhecimento na prática é fundamental para que eles aprendam. 

Jovens cinestésicos costumam:

  • falar devagar e pausadamente; 
  • ficar impacientes quando estão parados;
  • acabar se desconcentrando quando o apelo é só visual ou auditivo. 

Para potencializar o aprendizado deles é necessário priorizar atividades práticas como visitas técnicas e experiências científicas. 

3) Concentre-se no presente

A ansiedade é um dos grandes problemas deste século. A preocupação excessiva com o futuro impede que as pessoas se concentrem no que está acontecendo no presente.

Quem nunca sentou para estudar para uma prova e acabou perdendo tempo imaginando que iria se sair mal? O pior é que o tempo perdido, de fato, pode levar a uma nota ruim no dia do exame.

Controlar os próprios pensamentos e ter atenção plena no presente é importante para quem está estudando para o Enem.

Uma boa maneira de fazer isso é colocar em prática a técnica de mindfulness. Esse método baseia-se na respiração e na meditação para assegurar que a pessoa volte sua cabeça para o agora.

Há diversos tutoriais no YouTube que ensinam as pessoas praticar a técnica. Há, inclusive, vídeos direcionados para quem já tem experiência na área ou quem ainda está começando.

Inclua o mindfulness como introdução do seu ritual diário de estudos. Quanto mais você treinar, melhor será seu desempenho e sua capacidade de concentração. 

4) Crie mapas mentais

Uma das características da prova do Enem é a interdisciplinaridade. Ou seja, a correlação entre duas ou mais matérias em uma só questão.

Essa peculiaridade exige que o candidato tenha uma forma de preparação diferente da voltada para o vestibular tradicional. Não basta saber as disciplinas, é preciso compreender como elas se interligam.

O ideal é que você consiga identificar essas relações ainda durante o período de estudos. Por isso, criar uma mapa mental pode auxiliá-lo nesta tarefa.

Os mapas mentais são esquemas representacionais que unem ideias. O conceito principal é representado por um círculo grande ao centro. A partir dele, você deve desenhar quantos círculos menores forem necessários para destacar as ideias secundárias.

Acrescente quantos itens e níveis de hierarquia forem necessários para registrar todo o conteúdo. 

Essa técnica pode te ajudar  a compreender mais profundamente um conteúdo e aplicá-lo em uma situação problema. 

É bem provável que você já tenha lido muitas dicas por aí sobre como manter o foco nos estudos para o Enem. 

Neste post, sugerimos novas ideias para aumentar o seu rendimento e potencializar o seu aprendizado. Experimente as sugestões para avaliar o resultado. 

Esperamos que você tenha gostado! Aproveite para descobrir mais sobre o Enem clicando neste link.

BAIXAR AGORA!