Existem diversas áreas da contabilidade para profissionais com perfis e interesses diferentes. 

Embora seja considerada tradicional, a carreira nas Ciências Contábeis abre portas para diferentes modalidades de atuação. Além disso, o profissional pode se atualizar conforme o avanço da sociedade e das tecnologias.

A graduação na área proporciona maior estabilidade financeira e melhores oportunidades de desenvolvimento na carreira. E outra coisa importante: só quem é formado pode atuar como contador, você sabia?

A grande vantagem das Ciências Contábeis é a alta demanda do mercado, já que empresas de todos os portes precisam de um contador para lidar com as questões fiscais do negócio.

Quer conhecer mais sobre as possibilidades de áreas da contabilidade? Confira a lista que preparamos para você!

Descubra quais são as áreas da contabilidade

As Ciências Contábeis estão presentes em todos os setores, desde o controle financeiro pessoal, ao mercado corporativo e até no setor público. Assim, o profissional da área é essencial em atividades que exijam o controle e análise de finanças.

No entanto, cada atividade possui características específicas e exigem habilidades do profissional. Por esse motivo, conhecer as diferentes áreas da contabilidade é importante para você escolher o campo de atuação que mais combina com o seu perfil. 

Veja quais as oportunidades possíveis a seguir:

1. Contabilidade empresarial

Essa área é a responsável pela demonstração de desempenho e resultados obtidos dentro de um período de uma empresa. 

A rotina de um departamento de contabilidade envolve conteúdos mais gerais da graduação na área. No cotidiano, o profissional realiza tarefas como:

  • apuração de impostos;
  • levantamento de estoque;
  • controle de contas a pagar;
  • recebimento e distribuição de lucros etc. 

Tornar-se contador empresarial é uma porta de entrada para o mercado de trabalho. De modo geral, o profissional começa como assistente e, com o tempo de experiência e qualificação profissional, pode se tornar membro da diretoria da empresa ou do escritório. 

2. Análise contábil

O analista contábil ou financeiro é responsável pelos relatórios financeiros e demonstrativos contábeis de uma empresa. Com esses documentos, os administradores do negócio conseguem tomar decisões adequadas e que incentivem o crescimento da organização. 

Esse é um cargo importante, uma vez que o profissional estará envolvido, mesmo que indiretamente, nas deliberações da empresa. No cotidiano, ele analisa informações sobre lucros e perdas com o objetivo de orientar um sistema tributário mais adequado para o negócio.

3. Auditoria contábil

Essa é uma das áreas da contabilidade mais relevantes. Afinal, as atividades do profissional incluem a verificação dos processos de uma empresa, garantindo que estão de acordo com a legislação. 

Além disso, o auditor contábil realiza funções como:

  • análise das finanças e patrimônios do negócio;
  • verificação dos balanços e registros;
  • identificação de possíveis falhas de gestão;
  • definição de correções e solução de erros.

Essas responsabilidades do profissional são fundamentais para garantir o funcionamento normal da empresa. 

É possível atuar dentro das organizações (contratado fixo) ou externamente (realizando auditorias periódicas) em determinada companhia, o que demonstra a flexibilidade do cargo.

4. Consultoria financeira

O conhecimento do profissional sobre contabilidade possibilita o trabalho na área de consultoria financeira. 

O consultor analisa lançamentos de contas, indicando as melhores decisões. Isso vale tanto para profissionais autônomos quanto para empresas, em setores como:

  • tributos;
  • finanças;
  • comércio exterior;
  • contabilidade aplicada;
  • análise financeira;
  • sistemas;
  • controle interno, entre outros.

Em longo prazo, o consultor financeiro pode ajudar a empresa a obter economias substanciais no setor tributário. 

O profissional auxilia na mudança do sistema tributário, se necessário, e pode eliminar produtos que não oferecem incentivos fiscais no mercado.

5. Perícia contábil

Muitas vezes, as funções do perito contábil podem ser confundidas com auditores. Realmente, existem semelhanças entre os cargos, mas são rotinas diferentes. Quer saber por quê?

A perícia contábil é responsável pela análise e apuração da utilização dos recursos financeiros, tanto de empresas quanto dos órgãos públicos. 

A rotina profissional inclui a análise de documentos, comprovação da veracidade, busca por soluções de litígios e conflitos. O contador contribui, inclusive, em processos judiciais.

A principal diferença entre o perito e o auditor é que o primeiro é chamado judicial ou extrajudicialmente. A finalidade do profissional é encontrar provas que esclareçam controvérsias fiscais. 

Em empresas que apresentam maior complexidade das operações, como instituições financeiras e sociedades de capital aberto, o perito contábil é fundamental para o andamento das atividades. Isso porque ele oferece maior transparência às atividades da empresa.

6. Consultor trabalhista e previdenciário

A contabilidade trabalhista é a área responsável por lidar com os deveres de uma empresa com seus contratados e o direito dos colaboradores. Sendo assim, o profissional cumpre atividades relacionadas à folha de pagamento, 13ª salário, férias, rescisões, FGTS etc. 

Para trabalhar nessa área da contabilidade, o profissional precisa ter conhecimento aprofundado das novas leis trabalhistas. Além disso, ele precisa planejar e desenvolver soluções que garantam uma boa relação de trabalho com os colaboradores. 

7. Gestão financeira

A gestão financeira é uma das áreas da contabilidade que oferecem atividades diversificadas. O profissional pode trabalhar em órgãos públicos e entidades do terceiro setor. 

Conheça algumas funções específicas do cargo:

  • Gerência financeira: realiza atividades ligadas à análise e interpretação de relatórios e dados das demonstrações contábeis. Ele faz a aplicação correta dos recursos e acompanha os processos, indicando falhas e recomendando soluções; 
  • Controller: responsável pela administração de questões tributárias e financeiras, busca de informações exigidas pela análise de custos e gestão de empresas, apoiando processos de fusão e cisão empresarial, entre outras atividades;
  • Direção empresarial: para crescer e garantir o sucesso do negócio, o empreendedor precisa de conhecimentos financeiros e contábeis. Dessa forma, a direção empresarial consegue tomar as melhores decisões e alcançar os resultados esperados.

8. Contabilidade pública

A gestão de órgãos públicos é uma das áreas da contabilidade que mais exigem conhecimento profissional. Quando se trata do dinheiro público, incluindo o pagamento de impostos e outras contribuições, a responsabilidade é ainda maior.

No cotidiano, os profissionais que atuam nos Tribunais de Contas analisam relatórios de municípios e do governo do estado. Nesse processo, há o controle da aplicação de recursos financeiros, apontando desvios e fraudes. 

Afinal, como ingressar em uma das áreas da contabilidade?

Para exercer algumas dessas profissões, é preciso ter formação em Bacharelado Ciências Contábeis. O diploma é exigido para obter o Registro Definitivo Originário. Essa é a Carteira de Identidade Profissional concedida pelo Conselho Federal de Contabilidade (CRC) para exercer a profissão.

Agora que você já viu todas as oportunidades de carreira, quer conhecer mais sobre a área de Ciências Contábeis? Baixe o material e saiba tudo sobre a graduação!