mentadas com outras qualidades. Por isso é preciso entender o que é empregabilidade.

Algumas décadas atrás, era esperado que uma pessoa pudesse encontrar uma empresa onde pudesse se estabelecer. Começar de baixo e, com anos de dedicação, chegar a cargos de gerência. A tendência moderna vai na contramão, com mais contratações entre as lideranças no lugar de promoções para quem já faz parte da equipe.

Mais importante que uma carreira dentro da empresa, então, é construir um perfil que possa interessar outras organizações. Esse é o princípio básico da empregabilidade, que vamos abordar com mais detalhes a seguir.

O que é empregabilidade

Como já foi insinuado, empregabilidade é o conjunto de qualidades que um trabalhador possui e sua relação com as características que o mercado procura. Ela considera as capacidades técnicas e também comportamentais do candidato a uma vaga. Por isso, o foco vai além de diplomas e certificados. Como você se apresenta é tão importante quanto seu conhecimento.

A empregabilidade cresce em importância à medida em que se espera do profissional mais do que uma rotina simples de trabalho. A capacidade de inovar, estar sempre atento ao que surge de mais interessante na área e saber liderar pessoas de maneira eficiente são atributos que os negócios mais modernos buscam agregar a seu time sempre que possível.

Profissionais que desenvolvem essas qualidades conseguem estar sempre em evidência no mercado. Mesmo em momento de retração econômica, postos que exigem essas competências muitas vezes permanecem desocupados por falta de pessoas qualificadas. Por isso, fique atento para conhecer formas de melhorar a sua empregabilidade.

Como desenvolver a empregabilidade

Como a empregabilidade abrange aspectos variados do perfil profissional, pode parecer um desafio enorme se dedicar a cada um deles. Não é uma tarefa simples, mas pode ser menos complicado do que você imagina.

Aplicar-se em alguns aspectos é fundamental nesse exercício. Concentrar sua atenção nesses pontos pode dar resultados bem importantes para sua carreira:

  • Cursos de atualização e especialização em sua área de atuação;
  • Interar-se também de temas que não tenham ligação direta com seu trabalho. A interdisciplinaridade é um ponto importante para a empregabilidade;
  • Estar atento às novas tecnologias e como podem ser aplicadas;
  • Aperfeiçoar sua comunicação verbal e não-verbal;
  • Trabalhar a inteligência emocional;
  • Aprender com seus erros e avaliar seus acertos;
  • Saber ouvir e aplicar esta capacidade para se posicionar em diferentes situações;
  • Desenvolver capacidades de liderança e gestão de pessoas;
  • Ter uma visão sistêmica de sua empresa e profissão;
  • Construir e manter bons relacionamentos interpessoais, em especial com colegas de trabalho.

Em resumo, a maioria dos pontos destacados são situações que não exigem estudo muito aprofundado. Apenas um esforço consciente para modificar ou aprimorar suas ações ou adaptar a rotina do seu dia a dia.

Em alguns casos, procurar ajuda de um profissional pode acelerar o aprendizado. É o caso de um coaching ou outro especialista que possa ajudar em atributos como comunicação e inteligência emocional.

o-que-é-empregabilidade

Mercado e características de empregabilidade

Por que o interesse do mercado de trabalho nessas características? Vai parecer clichê, mas tem tudo a ver com um mundo cada vez mais dinâmico e globalizado. São poucas as empresas que ainda lidam unicamente com o mercado local, e integrar tudo isso requer um profissional que saiba se virar nos mais diversos ambientes.

O foco em manter uma boa cultura organizacional também faz parte de esforços para cativar profissionais mais jovens, com preocupações além dos resultados gerados para a empresa. Para isso, é preciso que todos se alinhem à missão e aos objetivos coletivos.

Uma última mudança interessante de citar é a diminuição de vagas para o profissional especialista em uma única área. Com tantas mudanças ocorrendo em curto prazo, quem melhor se adapta e agrega esses novos conhecimentos oferece mais valor à companhia. Forma-se um profissional completo, capaz de se virar em mais de uma atividade.

Profissional multifuncional: o queridinho do mercado

Esse tipo de profissional pode vir a ser o que se chama de multifuncional. Diferente do multitarefas, aquele que faz várias coisas ao mesmo, o multifuncional tem uma visão geral da empresa, superando as limitações do seu cargo.

Este profissional tem uma boa leitura do mercado, sendo capaz de exercer diversos papéis dependendo da situação. Pode ser, por exemplo, alguém que se encarregue do planejamento estratégico, mas também saiba assumir o comando das vendas em determinado contexto.

O apelo deste profissional já deve ter ficado claro. Alguém que pode oferecer valor em mais de um momento é sempre um ativo para uma organização. E essa flexibilidade, em alto nível, não é uma característica comum a muitas pessoas no mercado.

Outras qualidades demonstradas por alguém com esse perfil são a curiosidade, para aprender e se aperfeiçoar em várias funções; resiliência, para superar as dificuldades encontradas em diversas situações; e responsabilidade, para encontrar o equilíbrio necessário entre tantas tarefas, sem perder a qualidade em nenhum momento.

Empregabilidade e boa colocação

Tudo isso é perfeito para a empresa. Mas e o profissional? Quais vantagens ele consegue em um mercado cada vez mais competitivo quando foca em desenvolver sua empregabilidade?

Para responder essa pergunta, vamos listar três benefícios que o candidato com boa empregabilidade tem no momento de procurar uma boa colocação profissional:

  • Independência financeira: um dos princípios da empregabilidade é acumular uma reserva financeira para se proteger de qualquer eventualidade. Com isso o profissional ganha tempo para encontrar a melhor oportunidade de voltar ao mercado;
  • Protagonismo assumido: a empregabilidade foca sua personalidade e escolhas de carreira. Sendo assim, seu currículo é um reflexo mais fiel de você, não apenas uma lista fria de títulos e experiências vazias;
  • Profissional atualizado: como parte da empregabilidade é estar em dia com as novidades, o profissional que procura uma recolocação já está em igualdade com os demais de sua área — o que não ocorre com quem ocupa o mesmo cargo há anos e não se preocupa em aprender novas técnicas que surgiram nesse tempo.

Cuide de sua empregabilidade

Entender o que é empregabilidade é o primeiro passo para construir uma carreira de destaque no mercado atual. Apesar de ser algo que precisa partir do profissional, diversas iniciativas podem despertar esse interesse — ou auxiliar quem já procura mais informações ou capacitação.

O Centro de Oportunidades e Talentos (COT) da FECAP é um desses grupos. Além de organizar feiras de recrutamento, o COT promove palestras com líderes do mercado de cada curso ofertado, além de oficinas e outras ações de desenvolvimento profissional.

como-se-tornar-um-empreendedor-de-sucesso-desde-a-faculdade